Cidadeverde.com
Política

Para Margarete, 2º turno com três candidatos funcionaria com maioria simples

Imprimir

A deputada federal Margarete Coelho (Progressistas) afirmou nesta sexta-feira (10), que a proposta de emenda à Constituição do senador Marcelo Castro (MDB), de garantir três candidatos no 2º turno das eleições presidenciais, seria mais viável se o sistema de contagem de votos fosse por meio de maioria simples. Segundo ela, com três candidatos haveria dificuldade em se chegar ao resultado com maioria absoluta, como funciona atualmente. 

“O senador está inspirado em alguns países da comunidade europeia, onde acontece esse sistema, mas com várias rodadas. Cada candidato que faz um determinado percentual de voto pode passar para a segunda fase, mas não é como um 2º turno aqui. Com mais de dois candidatos é muito difícil alguém atingir a maioria absoluta” explica a deputada, relatora do grupo de trabalho da Câmara dos Deputados sobre mudanças na legislação eleitoral.

Segundo a parlamentar, para implantar o sistema no Brasil precisaria uma mudança em todo o sistema da Constituição. 

“Temos duas maiorias: aquela de mais de 50% e aquela de maioria simples, que é aquela de maioria dentre tantos. Se fosse maioria simples, o sistema com três candidatos se adequa perfeitamente. Quem tiver mais votos, ganha. Mas com maioria absoluta é difícil sem fazer várias rodadas”, detalha.

A proposta de Marcelo Castro deve ser apresentada no Congresso Nacional pelo Podemos após ele não receber o apoio esperado em seu partido, o MDB.

Foto: Yala Sena

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir