Cidadeverde.com
Últimas

Nos 130 anos do TJ, presidente destaca avanços e homenageia ministro Nunes Marques

Imprimir
  • TJ2.jpg Ascom/ TJ-PI
  • TJ1.jpg Ascom/ TJ-PI
  • TJSOLENIDADE5.jpg Ascom/ TJ-PI
  • TJSOLENIDADE4.jpg Ascom/ TJ-PI
  • TJSOLENIDADE3.jpg Ascom/ TJ-PI
  • TJSOLENIDADE2.jpg Ascom/ TJ-PI
  • TJSOLENIDADE1.jpg Ascom/ TJ-PI

 

O Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) realizou na noite da sexta-feira (1º) uma solenidade comemorativa aos 130 anos do Judiciário piauiense. O evento contou com a presença de diversas autoridades, como o ministro Nunes Marques, governador Wellington Dias (PT), secretário de Fazenda Rafael Fonteles e o presidente da Assembléia Themístocles Filho (MDB). 

A visita de Nunes Marques se deu para o recebimento de duas homenagens. Uma do TJ-PI e a segunda do governo do estado. O governador fez a outorga de medalhas do Mérito Renascença e concedeu para o ministro a comenda de Grão-Mestre. 

Entre os demais homenageados estiveram o desembargador do TJ-RJ, Marcelo Buhaten; o desembargador do TJ-MA, Vicente de Paula Gomes de Castro e o juiz do TJ-AM, Nilo da Rocha Marinho Neto.

Solenidade 

Durante a solenidade Wellington Dias fez um discurso no qual relembrou a importância do TJ-PI ao longo século, destacando a independência entre os poderes e a valorização da garantia de uma sociedade democrática.  

 “É um Tribunal formado por homens e mulheres que deixaram uma contribuição histórica, e claro, uma responsabilidade grande para todos, pois fazem a justiça, com que a gente tenha aquilo que é a essência da democracia: o cumprimento das regras da Constituição, das leis, garantir que elas possam valer para todos. É uma atividade muito nobre. 

O presidente do TJ, desembargador José Ribamar Oliveira, fez um resumo os avanços alcançados pelo Judiciário nos últimos anos e frisou os desafios da pandemia . Ele pontuou que para o próximo ano o objetivo é diminuir a demanda processual.

“Inovações como o Balcão Virtual e o Juízo 100% Digital têm colaborado para esta maior eficiência do Tribunal. Estes anos de 2021 e 2022, vamos diminuir a demanda processual mais ainda, tendo em vista a maior produtividade. Reforçamos, portanto, nosso compromisso com a sociedade”, assinalou.

 

Flash Paula Sampaio (com informações do TJ/PI)
[email protected]
 

Imprimir