Cidadeverde.com
Política

Washington critica PSDB e diz que Teresina vive “desastre administrativo monumental”

Imprimir

Considerado como uma terceira via nas eleições 2022 para o governo do estado, o professor e ex-secretário de educação de Teresina, Washington Bonfim, revelou nesta quarta-feira (3) que se afastou do PSDB e do Progressistas após o alinhamento das siglas com o governo Bolsonaro. Bonfim chegou a dizer que o PSDB do Piauí passa por um esgarçamento (deterioração) de suas ideias.

“Tem duas coisas importantes, uma trágica, que foi o falecimento do ex-prefeito Firmino Filho e a outra, depois desse falecimento, um certo esgarçamento até das ideias do PSDB e uma aproximação que eu julgo minha principal motivação é em relação ao atual presidente Bolsonaro. É um mau presidente. A gente tem muitas sequelas desse governo: inflação, caristia, insegurança. Um clima até violento da discussão política no país. Eu resolvi me colocar como uma alternativa a essa polarização para que a gente discuta ideias”, disse em entrevista à TV Cidade Verde.

Uma prova que o PSDB está sem rumo, segundo Washington Bonfim, é o partido se manter calado na Câmara de Vereadores diante do que ele chamou de “desastre administrativo monumental” da prefeitura de Teresina.

“O que os vereadores eleitos do PSDB com a ajuda da administração passada dizem sobre a atuação administração? Nada. É um silêncio quase absoluto. Estamos diante de um desastre administrativo monumental. A população está 11 meses sem transporte público e não tem solução”, declarou.

Segundo Bomfim, que deve ingressar no Cidadania até o final de novembro, o PSDB está olhando a banda passar sem se posicionar. “Não quero jogar pedra em ninguém, mas Teresina precisa de vozes autenticas que digam que as coisas não estão bem. Não dá para o prefeito sentar um dia com um partido e depois com outro e querer ser terceira via. Ele não conseguiu governar a cidade. Que terceira via é essa?”, questionou.

Foto: Roberta Alinne

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir