Cidadeverde.com
Política

PT enfrenta dificuldade para filiar homens, mas não fechou questão sobre receber deputados

Imprimir

Foto: Roberta Aline/ Cidade Verde

O deputado estadual, Francisco Costa (PT), admitiu nesta terça-feira (30) que o partido enfrenta dificuldades para filiação de homens. Isso porque as 21 vagas para candidatos na chapa proporcional petista foram preenchidas e os pré-candidatos já colocados firmaram aceitar apenas candidatas mulheres nos novos quadros da sigla. 

Francisco Costa pontuou que o partido ainda não fechou questão sobre a reivindicação. Segundo ele, a deliberação sobre a acomodação de novos membros ainda deverá passar pelo Diretório do PT e pelo próprio governador Wellington Dias (PT). 

“Temos dificuldade, principalmente, no sexo masculino de absorver novas candidaturas, pois só pode 21. A grande questão é: todos esses vão confirmar? Isso ainda não temos a definição. O que temos é a sinalização de alguns pré-candidatos. Só teremos a definição mesmo em 2022”, pontuou.

Entre os deputados que devem mudar de partido em 2022 e que podem optar pelo PT estão Nerinho (PTB), Janainna Marques (PTB), Firmino Paulo (Progressistas), Hélio Isaias (Progressistas), Elisângela Moura (PCdoB) além dos membros do PL que enfrentarão dificuldades devido à filiação de Bolsonaro. 

Paula Sampaio
[email protected]

Imprimir