Cidadeverde.com
Esporte

Palmeiras bate Santos, ganha 2º clássico seguido e já mira duelo com Corinthians

Imprimir

O Palmeiras ganhou o segundo clássico seguido pelo Paulistão e agora já mira o terceiro, na quinta-feira, diante do Corinthians. Neste domingo, a equipe alviverde recebeu o Santos, no Allianz Parque, e venceu por 1 a 0 no meio da semana tinha batido o São Paulo, no Morumbi, pelo mesmo placar.

Foto - Cesar Greco - Palmeiras

O resultado deixou o Palmeiras bem perto de confirmar a melhor campanha do Estadual. Já o Santos se manteve em situação delicada, fora da zona de classificação no Grupo D e ainda correndo risco de rebaixamento.

Na quarta, em jogo atrasado, o time visita a Ferroviária para tentar reencontrar o caminho das vitórias.

Já classificado para as quartas de final, o Palmeiras soma 26 pontos, na liderança do Grupo C. O Santos é o terceiro colocado da chave D, com 10 pontos, atrás de Red Bull Bragantino (20) e Santo André (12).

Com uma marcação alta, o Palmeiras não dava espaço para o Santos armar as jogadas. Então o time visitante logo se livrava da bola e o alviverde vinha para o ataque. E foi nessa toada que o jogo começou, com apenas uma equipe se impondo.

E por pouco essa pressão não se transformou em gol, quando Scarpa chutou, mas João Paulo segurou, ou quando Mayke cruzou rasteiro da direita e tanto Dudu quanto Rony não alcançaram, desperdiçando boa oportunidade.

A melhor opção do Santos era o experiente Ricardo Goulart. E os palmeirenses sabiam disso e faziam rodízio de faltas para brecar os arranques do jogador. Aos 23, em um cruzamento de Auro, Goulart cabeceou e Weverton defendeu.

Pouco depois, o próprio Goulart teve uma ótima chance e cabeceou na trave, calando a torcida no Allianz Parque. No rebote, Weverton segurou. Os dois lances do santista foram os únicos de brilho da equipe da Vila Belmiro. Depois disso, só deu Palmeiras

Rony teve uma chance de bicicleta, mas mandou sem direção. E no finalzinho da etapa, a pressão do Palmeiras surtiu efeito. Primeiro com uma cabeçada de Gómez, que João Paulo salvou. Depois, nos acréscimos, Zé Rafael chutou, o goleiro santista fez ótima defesa, mas no rebote Velázquez acertou Kuscevic dentro da área.

O árbitro Raphael Claus marcou pênalti e ainda expulsou o zagueiro do Santos, que já tinha cartão amarelo por ter feito outra falta dura. Na cobrança, Raphael Veiga bateu com perfeição e colocou o Palmeiras em vantagem no clássico.

Com um jogador a mais, a missão do Palmeiras na etapa final ficou um pouco mais fácil. Mesmo com algumas alterações dos dois lados, os donos da casa continuaram melhor e tiveram ótimas chances para fazer o segundo gol, sendo duas com Rony e uma com Zé Rafael.

O jogo manteve a intensidade, mas perdeu seu brilho com a queda do nível técnico. As duas equipes lutaram, mas não conseguiram transformar a vontade em boas chances de gol e o Palmeiras festejou mais uma vitória em clássico, deixando o rival em situação complicada no campeonato estadual.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir