Cidadeverde.com
Esporte

Abel confirma proposta de renovação com o Palmeiras e projeta aposentadoria

Imprimir

O técnico Abel Ferreira revelou, nesta segunda-feira, que já tomou sua decisão sobre a proposta de assinar um novo contrato de três anos com o Palmeiras.

Foto -  Cesar Greco - Palmeiras

O português afirmou que se reuniu com a presidente Leila Pereira na última sexta-feira, com quem teve um conversa franca sobre seu futuro no clube alviverde. 

Abel, no entanto, disse que os primeiros a saberem de sua decisão serão seus jogadores, mas prometeu torná-la pública em breve. O português também indicou esgotamento na função de treinador e sinaliza que pretende mudar de posição no futebol dentro de quatro ou cinco anos.

O comandante alviverde também comentou a possibilidade de assumir o cargo de técnico da seleção brasileira após a Copa do Mundo do Catar. Tite já deixou claro que não seguirá no comando do Brasil, independentemente do resultado obtido em dezembro. 

Abel Ferreira disse não fazer planejamentos a longo prazo. "Vivo o aqui e o agora", argumentou o português, que ressaltou estar feliz no Palmeiras e deixou seu futuro "nas mãos de Deus".

Ainda na entrevista concedida ao programa Roda Viva, da TV Cultura, Abel Ferreira comentou a conquista da última Copa Libertadores, em especial o jogo diante do Atlético-MG.

O português salienta que o time alviverde teve sorte no confronto, que foi definido pelo critério do gol fora de casa (0 a 0 no Allianz Parque, e 1 a 1 no Mineirão). 

O técnico do Palmeiras acredita que foi importante para o time ter maiores períodos de descanso após a eliminação precoce na Copa do Brasil de 2021, diante do CRB.

Sobre a criação de uma liga de clubes para a organização do Campeonato Brasileiro, Abel Ferreira saiu em defesa do Palmeiras, que foi o único time a se ausentar da reunião que os clubes tiveram com o presidente da Liga Espanhola (La Liga), Javier Tebas, na última semana. 

"Se há um clube que quer formar a Liga é o Palmeiras. Se há um clube que luta pelos interesses comuns ao futebol brasileiro é o Palmeiras. O problema é que no Brasil, cada um quer defender a sua quinta. Portugal, por exemplo, aprendeu a vender bem o seu produto, é o que falta ao Brasil", analisou.

O Palmeiras acertou a venda de Patrick de Paula para o Botafogo. O treinador elencou fatores que fizeram o jovem perder espaço na equipe, ressaltou que os atletas precisam de foco e humildade no início da carreira e disse entender que a negociação foi boa para as três partes: Palmeiras, Botafogo e jogador.

"É uma grande jogador, grande contratação que o Botafogo fez", indicou o português.

Abel Ferreira ainda analisou seu livro "Cabeça fria, coração quente" e sua maneira de agir à beira do campo. O treinador admitiu que sente vergonha dos momentos em que perde a razão, se exalta e que é cobrado por sua mulher para melhorar nesse aspecto. "Só assim posso ser um melhor treinador", afirmou.

O Roda Vida, desta segunda-feira, contou com a participação de Leonardo Cruz, editor-executivo do Estadão, Renata Fan, apresentadora da Band, Abel Neto, comentarista da ESPN, Martin Fernandez, jornalista do grupo Globo, Paulo Vinicius Coelho, comentarista do SporTV e colunista da Folha, e Vladir Lemos, diretor de esportes da TV Cultura.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir