Cidadeverde.com
Política

Após anuncio de ministro, governadora avalia fim de emergência sanitária no Piauí

Imprimir

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com 

A governadora Regina Sousa (PT) comentou nesta segunda-feira (18) a revogação da portaria de emergência sanitária provocada pela Covid-19, anunciada neste domingo pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. 

A governadora afirmou que esta é também uma decisão que compete aos estados. Em relação ao rumo que dará no Piauí, Regina pontuou que vai seguir a ciência. 

No entanto, antes de fazer essa definição, ela explicou que ouvirá o posicionamento de representantes do Fórum dos Governadores do Brasil, Consórcio Nordeste e profissionais especialistas em saúde no estado e seguirá está linha. 

“Vamos estudar se realmente é hora e se for, realmente, vamos fazer, mas primeiro vamos conversar com o Consórcio Nordeste e Fórum de Governadores para ver qual a atitude. Esse é um assunto que não é individual dos estados, foi coletivo. Certamente, Fórum dos Governadores vai se reunir, claro que que cada estado é uma situação. Aqui vamos nos reunir com as pessoas que contribuíram para estabelecer os motivos para a decretação”, pontou. 

A governadora também fez críticas à gestão dada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) frente à pandemia de Covid-19. Para a petista, o governo federal não foi exitoso na condução da crise sanitária e acrescentou que, em diversas situações, os membros do executivo federal foram obrigados por governadores a tomarem atitudes. 

“Foi mal conduzido, no final deu uma melhorada, mas foi quase obrigado. Os governadores obrigaram o governo federal a tomarem atitudes. A questão da vacina foi muito claro isso”, destacou.

 

Flash Paula Sampaio
[email protected] 

Imprimir