Cidadeverde.com
Cidades

Jovens buscam Fórum para tirar 1º título; mais de 9 mil atendimentos em dois dias

Imprimir
  • FÓRUM_ELEITORAL_(1).jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • FÓRUM_ELEITORAL_(2).jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • FÓRUM_ELEITORAL_(3).jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • FÓRUM_ELEITORAL_(4).jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • FÓRUM_ELEITORAL_(5).jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • FÓRUM_ELEITORAL_(6).jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • 60023c58-a14e-4cd4-a91b-a1a3f65d1002.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com

Nos últimos dois dias, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) recebeu mais de 9 mil pessoas para atendimento sobre regularização do título eleitoral. Um dos serviços procurados é a emissão do documento para votar pela primeira vez em outubro deste ano. 

Encerrou às 13h desta quarta-feira (04) no Fórum Eleitoral de Teresina o prazo para regularização do título de eleitor de forma presencial. Longas filas foram registradas no local. Alguns jovens que estiveram no Fórum conversaram com o Cidadeverde.com e falaram sobre a importância de estar quites com a Justiça Eleitoral. 

A estudante Márcia Ribeiro, de 17 anos, saiu de casa pouco antes das 6h para conseguir tirar o primeiro título eleitoral. A adolescente foi com uma amiga até o Fórum para garantir o documento que permitirá a ela escolher seus representantes em outubro de 2022. 

"Estamos aqui porque queremos um futuro. A gente quer votar em pessoas certas, para que possam governar o nosso país e nossa cidade", destacou a estudante de 17 anos. 

Márcia frisou ainda que muitos dos adolescentes não dão a devida importância para a emissão do título de eleitor porque não são obrigados a votar antes de completarem a maioridade. No entanto, a estudante alerta para a importância de participar do processo democrático. 

Foto: Renato Andrade / Cidadeverde.com 

"A gente está lutando por nós e por todos. Não temos essa obrigação, já que quem tem 16 e 17 anos não é obrigado a votar, o voto é facultativo. Mas, precisamos para termos um futuro melhor. Precisamos escolher com consciência", completou Márcia Ribeiro. 

Outro estudante que chegou cedo no Fórum para tirar seu título eleitoral pela primeira vez foi Denzel Érick, de 16 anos. Natural de Teresina, o jovem madrugou no local para garantir uma vaga e o direito de emitir seu título eleitoral. 

"Quero ajudar a escolher o novo presidente para termos um Brasil melhor e um presidente melhor", afirmou Denzel. 

Foto: Renato Andrade / Cidadeverde.com 

Outra pessoa que precisou acordar bem cedo para chegar no Fórum Eleitoral de Teresina antes das 7h foi a estudante de Design de Moda e consultora de vendas, Bruna Soares, de 26 anos. Natural de São Paulo, a jovem estava pela segunda vez no Fórum para regularizar seu título, que foi cancelado. 

"Espero que meu singelo voto contribua para tirar esse governo. Eu quero que pelo menos na minha vez de ser adulto eu consiga ter o mínimo de qualidade de vida. Os preços das coisas, do supermercado, gasolina... que tenhamos uma vida adulta funcional", frisou a estudante de Design de Moda. 

Longas filas 

As longas filas têm marcado a reta final do prazo para regularizar o título eleitoral em Teresina. Ontem, o Fórum Eleitoral, localizado na Avenida Marechal Castelo Branco, também registrou grande movimentação de pessoas.

O Fórum Eleitoral é o único local em Teresina onde os procedimentos estão sendo realizados de forma presencial. Os atendimentos acontecem de 7h às 13h. 

A regularização também pode ser feita de forma online, nos canais oficiais da Justiça Eleitoral na internet, até as 23h59 desta quarta-feira. 

De acordo com o TRE-PI, mais de 300 mil títulos foram cancelados no Piauí por causa de pendências.

Quem não regularizar a situação até esta quarta-feira, será impedido de votar na eleição do próximo mês de outubro, para escolher presidente, governador, senador e deputados. 

 

Nataniel Lima
[email protected] 

 

Imprimir