Cidadeverde.com
Esporte

F1: Leclerc roda, se recupera e garante pole do GP da Espanha; Vertappen é 2

Imprimir

Depois de dominar todos treinos livres do fim de semana, o atual líder do mundial de pilotos da Fórmula 1, Charles Leclerc, da Ferrari, superou o calor na Espanha, os 47ºC do asfalto e um erro no Q3 para garantir a pole position do GP da Catalunha. 

Na manhã deste sábado (21), ele marcou 1min18s750 no treino classificatório e terá a companhia de Max Verstappen, da Red Bull, na primeira fila. Sainz e Russell largam na segunda fila no grande prêmio deste domingo.

Completam o top 10 do grid de largada Sergio Pérez, Lewis Hamilton, Valtteri Bottas, Kevin Magnussen, Daniel Ricciardo e Mick Schumacher.

É a 13ª pole da carreira de Leclerc, a quarta na temporada, a primeira na Espanha. O resultado acaba com a hegemonia da Mercedes, que desde 2013 largava na ponta na Espanha.

A Fórmula 1 volta à pista de Barcelona neste domingo a partir das 10h (horário de Brasília).

Q1

O início do treino Leclerc conseguiu a melhor volta do Q1, com 1min20s091, seguido por seu companheiro de equipe, Carlos Sainz, e Verstappen, da Red Bull. Russel, Magnussen, Hamilton, Bottas, Pérez, Zhou e Ricciardo também conseguiram a classificação.

O espanhol Fernando Alonso decepcionou em casa e ficou fora do Q2. Avisado pelo rádio, o espanhol pareceu desacreditado. "Você está de brincadeira", respondeu. Foi a pior classificação da carreira do espanhol.

Além dele, Vettel, Stroll, Albon e Latifi não conseguiram a classificação para o Q2. Assim, Vettel vai largar em 16º, Alonso, em 17º, Stroll, em 18º, Albon, em 19º, enquanto Latifi largará em último.

Q2

Com pneus novos, Verstappen fez, no Q2, sua volta mais rápida do final de semana (1min19s219), superando o ferrarista Carlos Sainz, que dominou boa parte do Q2 e terminou em segundo.

Os dois pilotos da Mercedes mostraram que a escuderia ainda pode ser competitiva no campeonato, com boas voltas.

Nas terceira e quarta posição respectivamente, Russell fez a sua melhor volta do fim de semana, com 1min19s470, pouco à frente do seu companheiro Hamilton, que foi o primeiro a abrir volta rápida, mas tocou na zebra, e fechou com 1min19s794.

Charles Leclerc não fez uma segunda tentativa e ficou apenas com o sétimo tempo, e Norris teve sua volta deletada por exceder os limites de pista na saída da curva 12 e foi eliminado, ficando com a pior classificação do ano.

Outro destaque ficou para os carros da Haas, com Mick Schumacher, que conseguiu o 10º melhor tempo e foi para o Q1 pela primeira vez na carreira, e Kevin Magnussen que garantiu a quinta posição.

Grid de largada do GP da Espanha:

1º Charles Leclerc (Ferrari)
2º Max Verstappen (Red Bull)
3º Carlos Sainz (Ferrari)
4º George Russel (Mercedes)
5º Sergio Pérez (Red Bull)
6º Lewis Hamilton (Mercedes)
7º Valteri Bottas (Alfa Romeu)
8º Kevin Magnussen (Hass)
9º Daniel Ricciardo (McLaren)
10º Mick Schumacher (Hass)
11º Lando Norris (McLaren)
12º Esteban Ocon (Alpine)
13º Yuki Tsunoda (Alpine)
14º Pierre Gasly (Alfatauri)
15º Zhou Guanyu (Alfa Romeu)
16º Sebastian Vettel (Astin Martin)
17º Fernando Alonso (Alpine)
18º Lance Stroll (Aston Martin)
19º Alexandre Albon (Williams)
20º Nicholas Latifi (Williams)

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir