Cidadeverde.com
Últimas

Exército pode ser acionado para combater facções em Teresina, afirma comandante do 25ºBC

Imprimir

Foto: Renato Andrade/ Cidade Verde

O comandante do 25º Batalhão de Caçadores, Paulo Ricardo Borges Aguiar, afirmou que a instituição pode ser acionada para atuar no combate as facções em Teresina. Nesta semana, forças de segurança do estado se reuniram para montar uma "Força Integrada" de combate a estas forças criminosas na capital.

Paulo Borges destacou que os militares no Piauí estão à disposição para atuar contra as facções que têm se instalado na região.  

“À disposição a gente sempre está, precisando é só notificar, que tendo a autorização do escalão superior, estaremos somando esforços”, declarou. 

O comandante, no entanto, acrescentou que existe um processo para que o os militares possam integrar a ação. O governo do estado precisa acionar o 25º BC, por meio de decreto e obter a aprovação do escalão superior. 

“Em princípio entra a parte de segurança pública, então,  são órgãos que trabalham diretamente com a segurança pública. O Exército só é demandado para alguma atividade para fora do que está previsto quando é solicitado por decreto ou legislação específica, por um exercício da lei e da ordem ou por meio da votação e apuração, mas tudo isso vem por meio de decreto”, disse. 

As declarações do comandante foram dadas durante solenidade na qual diversas autoridades receberam honraria de Amigo do 25º Batalhão de Caçadores do Piauí. Entre os presentes estiveram o prefeito Dr. Pessoa (Republicanos), o ex-governador Wellington Dias (PT), o deputado Themistocles Filho (MDB) e o senador Elmano Ferrer (Progressistas). 

Paula Sampaio
[email protected]

Imprimir