Cidadeverde.com
Picos

Em Picos, Procon realiza operação e notifica 62% das vans com tacógrafo vencido

Imprimir

Nesta segunda-feira (30) e terça-feira (31), o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) realizou uma fiscalização educativa no município de Picos junto ao transporte alternativo intermunicipal. 

A operação foi deflagrada em parceria com o Instituto de Metrologia do Piauí (Imepi) e Inmetro. O objetivo da ação foi verificar o uso do tacógrafo nos veículos e sua validade.

Segundo dados do Procon, das 79 vans abordadas, 49 foram notificadas por estarem transitando com tacógrafo vencido, representando 62%.

O chefe de fiscalização do Procon, José de Arimatea Leão, pontuou que os proprietários de vans têm 30 dias para regularizarem a situação. Caso isso não aconteça, o órgão passará a aplicar multas.

“Essa fiscalização educativa visa garantir ao passageiro uma segurança no tocante a velocidade permitida e o tempo de trabalho do motorista. Foi estabelecido um prazo de 30 dias para que esses proprietários de vans regularizem a situação. A fiscalização agora retornará com o trabalho ostensivo e aplicação de multa. Em Picos três empresas estão habilitadas a fornecer o tacógrafo”, disse José de Arimateia Leão.

Uso do tacógrafo

O tacógrafo é um equipamento que registra a velocidade e a distância percorrida por um veículo em relação ao tempo. 

Além disso, ele também pode indicar outros parâmetros da viagem, como quantas horas o motorista trabalhou, o tempo gasto nas paradas e a velocidade média do veículo.

A validade do tacógrafo é de dois anos.

Paula Monize

[email protected]

 

Imprimir