Cidadeverde.com
Geral

Famílias voltam para casa mesmo com águas ainda na rua

Imprimir
Raimunda Sousa, moradora da Quadra A do residencial Murilo Resende, vê com certa tranqüilidade a informação de que o nível do Poti está baixando. Ela lembra das horas de agonia que passou no domingo, quando teve que abandonar sua casa às 3h da madrugada.
 
Fotos: Carlos Lustosa Filho/CidadeVerde.com
A casa verde ao fundo é a de dona Raimunda. Ela chegou a
fazer uma barragem na porta, mas teve de sair.

Dona Raimunda conta que fez uma tentativa frustrada de barrar a entrada da água construindo uma pequena mureta de tijolos. Ano passado a mesma mureta conteve a água. Porém, esse ano a força da água venceu os tijolos. “Saí de casa com a água na canela. Fui para a casa da minha filha, na avenida José dos Santos e Silva”, conta.

Hoje, a frente da casa dela ainda está cheia de água. Mas dona Raimunda diz que fará uma faxina no local ainda hoje.
 

O chefe da Defesa Civil Municipal, Major John Feitosa, ainda esteve no residencial na manhã de hoje para ajudar famílias alagadas. Para o major, o pior já passou. “Na cabeceira ainda está chovendo, mas o pior já passou”, diz com ar aliviado.
 
Major John Feitosa

De ontem para hoje o rio Poti teve uma redução de 1,10 metros no seu nível em Teresina. Porém, a previsão para os próximos dias até sábado ainda é de chuvas em todo o Estado.

Flash de Carlos Lustosa Filho
Redação de Leilane Nunes

Tags:
Imprimir