Cidadeverde.com
Esporte

Em parceria com o Flu-PI, Eduardo irá comandar o Piauí na segunda divisão

Imprimir

Foto: Ascom - Fluminense-PI

Aos poucos os times começam a se movimentar pensando na Série B do Piauiense e um dos times que promete chegar forte e brigando diretamente por acesso é o Piauí Esporte Clube (PEC) que terá o atacante Eduardo como técnico. A negociação passa diretamente por apoio do campeão Piauiense, Fluminense, clube que o jogador tem contrato em vigência. Além de Eduardo, a comissão técnica também terá membros do Vaqueiro. 

“É algo que eu quero fazer e para mim será um bom ‘teste’ uma forma de começar essa carreira que eu já estou mirando”, disse o atacante do Flu-PI, Eduardo. 

De acordo com o próprio Eduardo Ribeiro, o auxiliar será Tarso Campelo, o preparador físico Leandro Medeiros e o preparador de goleiro Higita. A intenção é que na próxima semana o time se apresente aos treinos e tenha uma média de três semanas de atividades antes da estreia. 

Além da comissão técnica, atletas em especial da categoria sub20 e sub23 do Fluminense devem se juntar ao técnico Eduardo para o decorrer da competição e serão a espinha dorsal da montagem desse Enxuga Rato. Elenco, comissão e até mesmo locais de treino tudo isso deve ter um grande suporte do próprio Fluminense. 

“Queremos nos apresentar na semana que vem, vai depender mesmo de alguns ajustes em especial com os diretores do Piauí”, acrescentou Eduardo. 

O Piauí foi rebaixado na temporada 2020 e no ano passado chegou a disputar a Segunda divisão do estadual e acabou não conseguindo o acesso especialmente por conta de pontos que foram perdidos em julgamento pelo erro na escalação de um atleta. Na época, Eduardo chegou a defender o clube dentro de campo e agora vai tentar colocar o time na elite do futebol piauiense à beira do gramado. 

A Série B do Piauiense começa no dia 20 de agosto de terá cinco equipes brigando por duas vagas na elite do futebol Estadual – Piauí, Comercial, Picos, Ferroviário e Tiradentes disputam a edição 2022.  

 


Pâmella Maranhão
[email protected]

Imprimir