Cidadeverde.com
Política

Wellington Dias afirma que Bolsonaro critica urna com medo da porca

Imprimir
  • d7.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • d10.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • d9.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • d5.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • d4.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • d3.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • d1.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • noite11.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • noite10.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • noite9.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • noite8.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • noite7.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • noite6.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • noite5.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • noite4.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • noite3.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • noite2.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • noite1.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • evento8.jpg Ascom/WD
  • evento7.jpg Ascom/WD
  • evento6.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • roberta3.jpeg Ascom/WD
  • roberta2.jpeg Ascom/WD
  • roberta1.jpeg Ascom/WD
  • evento4.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • evento3.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • lula7.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • lula6.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • lula5.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • lula4.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • lula.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • lula1.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • lula3.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com

O ex-governador Wellington Dias (PT) participou do ato com Lula e criticou o governo Bolsonaro. O petista disse que o presidente critica a urna eletrônica por medo da porca.

"O atual presidente fica toda hora ameaçando a democracia porque tem medo da porca. Bolsonaro está com medo de porca. No Piauí tem a tradição de quem perde eleição a gente diz que é comido pela porca. Ele vai ser engolido pela porca com o apoio do povo do Piauí e do Brasil", declarou.

Wellington Dias lembrou o lançamento do Programa Fome Zero há 20 anos. Candidato ao senado, o petista ressaltou que o Piauí não integra mais o mapa da fome. Dias ainda 

"A política só faz sentido se ela for instrumento para mudar a vida das pessoas. Está aqui em nossa frente o homem que mais ajudou o Piauí. Quando você veio começamos o mandato. Aqui começou o Fome Zero, era o estado mais pobre. A sociedade vive a maior concentração de renda da história do planeta. O Piauí não está mais no mapa da fome", afirmou.

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir