Cidadeverde.com
Últimas

Mais de 90% dos teresinenses aprovam o táxi-lotação, revela consulta pública da Strans

Imprimir

Foto: Arquivo Cidadeverde.com 

Mais de 90% dos teresinenses aprovaram a criação do projeto táxi-lotação na consulta pública realizada pela Strans (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito) entre os dias 25 de junho e 6 de julho de 2022. 

O presidente do Sindicato dos Taxistas, Neilton Andrade, esteve na sede da Strans nesta quinta-feira (1º/09) para uma reunião com o superintendente Cláudio Pessoa e cobrou a implantação do projeto. Segundo Andrade, a reunião foi rápida e sem definições. 

“Foi uma reunião muito rápida. Ele disse que tem uns trâmites internos que precisam ser percorridos e que logo em seguida chama a gente para a implantação. Não chegou a dar prazo”, destacou o presidente do Sindicato dos Taxistas. 

Neilton Andrade afirmou ainda que a implantação do projeto táxi-lotação é algo inevitável. “Já acontece no país todo e não tem como deixar de acontecer em Teresina não. Mais cedo ou mais tarde vai acontecer”, acrescentou o representante do sindicato. 

A reportagem conversou com o chefe de gabinete da Superintendência, Maurício Gomes da Costa, sobre a consulta pública e o gestor informou que os dados referentes à consulta estão sendo analisados pela equipe técnica da Strans. 

“Podemos afirmar que foi a consulta pública foi favorável à implantação do projeto em Teresina. Somente após o levantamento da equipe técnica que podemos dar mais detalhes, já que o documento consta com mais de 700 páginas”, destacou o chefe de gabinete. 

A consulta pública foi disponibilizada em 25 de junho e ficou disponível para a população até o dia 4 de julho. Por meio de nota, a Strans afirmou naquele momento que a medida era necessária para aprimorar o projeto de concessão.

O Sindicato dos Taxistas, no entanto, viu a consulta  como mais um obstáculo da Prefeitura para implantar o projeto na cidade.

Projeto táxi-lotação 

Os táxis-lotação circularão nas linhas onde os ônibus transitam e os passageiros deverão embarcar apenas nas paradas de ônibus.

Segundo uma estimativa do sindicato, 300 taxistas estão prontos para atuar no táxi-lotação assim que o projeto for sancionado pelo Poder Público Municipal. Apesar de metade da categoria estar desanimada, o sindicato diz que os taxistas estão prontos. 

O novo serviço de transporte alternativo em Teresina terá como passagem mínima R$ 4,00 e máxima de R$ 9,00. Essa tarifa inicial de R$ 4 será para viagens de até 6 km percorridos. Após esses 6 km, será acrescido R$ 1 a cada 4 km a mais. O valor máximo que será cobrado nos táxis-lotação será de R$ 9.

Como os táxis não operam com o sistema de bilhetagem eletrônica, o usuário do transporte público que desejar pegar uma corrida com os veículos cadastrados no táxi-lotação precisará pagar em dinheiro. 

Os táxis-lotação vão circular nas linhas onde os ônibus transitam e os passageiros deverão embarcar apenas nas paradas de ônibus.

 

Nataniel Lima
[email protected]

Imprimir