Cidadeverde.com
Política

Em ato pela Independência, petistas falam em votação recorde de Lula no Piauí

Imprimir

Militantes e apoiadores do Partido dos Trabalhadores (PT) se reuniram no Parque Lagoas do Norte, na zona Norte de Teresina, nesta quarta-feira (07) em celebração ao dia da Independência e de apoio aos candidatos da sigla nas eleições deste ano.

Além da vitória de Rafael Fonteles para o governo do estado em primeiro turno, os petistas piauienses querem dar o maior percentual proporcional de votos ao ex-presidente Lula, como aconteceu com Fernando Haddad em 2018.

“Estamos trabalhando para dar a maior vitória para chapa Lula-Alckmin em relação a todas as votações de primeiro turno nacionalmente. Faremos as maiores bancadas estadual e federal, além da maior vitória para o governo em primeiro turno e a minha para o Senado”, disse Wellington Dias, ex-governador do Piauí.

Na corrida presidencial de quatro anos atrás, o candidato a presidente pelo PT obteve cerca de 77% dos votos válidos em ambos os turnos do pleito. Além disso, o grupo liderado pelo partido elegeu a maioria dos deputados estaduais e federais, além dos dois candidatos a senadores naquela ocasião.

Durante o evento, o ex-governador fez críticas ao uso dado pelo presidente Jair Bolsonaro às celebrações cívicas do 7 de Setembro. Segundo ele, a ausência de chefes de estados e de poderes comprovam que os atos tiveram conotações eleitorais.

“É muito lamentável que tenha sido da forma que foi, mas vamos dar a volta por cima. Por isso mesmo vamos resgatar o Brasil. O que estamos fazendo aqui é pelo Brasil e pelo Piauí, com o olhar no interesse muito maior do nosso povo”, declarou o ex-governador.

O evento na capital piauiense também contou com a presença de candidatos das chapas proporcionais do grupo governista e Rafael Fonteles, que também aproveitou o momento para reforçar suas propostas como candidato a governador.

Breno Moreno
[email protected]

Imprimir