Cidadeverde.com
Geral

Corpo da rainha Elizabeth 2ª chega à Abadia de Westminster para funeral de Estado

Imprimir

 

 

Após uma procissão de cerca de 10 minutos do Palácio de Westminster, a sede do Parlamento britânico, o caixão da rainha Elizabeth II chegou à Abadia de Westminster, onde cerca de 2 mil pessoas acompanharão seu funeral de Estado nesta segunda-feira, 19. A igreja é a mesma onde a monarca casou, em 1947, e foi coroada cinco anos depois.

Mais cedo, em procissão, caixão da rainha Elizabeth II deixou o Palácio de Westminster após cinco dias de um velório público que atraiu milhares de pessoas.

"Eu sou a ressurreição e a vida", cantava o coral, frase bíblica usada em todos os funerais de Estado para reis e rainhas desde o século XVIII.

A família real seguiu o caixão durante a procissão de entrada na Abadia de Westminster. À frente estava o rei Charles III, acompanhado da rainha consorte, Camilla. Seus irmãos o seguiam, por ordem de nascimento: a princesa Anne e seu marido, Timothy Lawrence, o príncipe Andrew e o príncipe Edward, com sua mulher Sophie.

Logo atrás vinham o príncipe William e a princesa Kate, acompanhados de seus dois filhos mais velhos, George e Charlotte, de 9 e 7 anos. As duas crianças são, respectivamente, segundo e terceira na linha de sucessão ao trono. Depois de William vinham o príncipe Harry e Meghan Markle.

O cortejo durou menos de 10 minutos e foi acompanhado por membros da Marinha Real e dos Fuzileiros Navais Reais. A procissão foi liderada por cerca de 200 músicos, incluindo tocadores de flauta e tambor dos regimentos escoceses e irlandeses.

A carruagem que leva Elizabeth II é a mesma que carregou os reis Edward VII, George V e George VI, o pai da monarca. Também foi usado no funeral do ex-premier Wiston Churchill.

Fim do velório público

O velório público de Elizabeth II terminou após cinco dias de filas gigantescas que chegaram a atingir mais de 8 quilômetros.

A fila de súditos que espera para entrar no Palácio de Westminster e prestar uma última homenagem foi interrompida diversas vezes, e o tempo de espera estimado chegar a 14 horas.

De acordo com o sistema de monitoramento em tempo real do governo britânico, a estrutura organizada - com mais de 500 banheiros portáteis e cerca de 1 mil funcionários trabalhando na organização - alcançou a "capacidade máxima". Mesmo após o fechamento para novas entradas, milhares de pessoas que já estavam na fila continuaram esperando pacientemente para ver o caixão da rainha.

"Southwark Park (o fim da fila) atingiu a capacidade máxima. A entrada está suspensa por pelo menos seis horas", tuitou o governo britânico, pouco depois de anunciar que a espera para chegar ao Palácio de Westminster era de 14 horas.

Apesar da longa espera, os britânicos que aguardam na fila dizem não se arrepender do esforço para se despedir de Elizabeth II. Moradora de Londres, Caroline Quilty disse que chegou à fila por volta das 4 da manhã da sexta-feira. "Acho que é um momento na história, e se eu não viesse celebrá-lo e vê-lo e fazer parte disso, acho que realmente me arrependeria", afirmou. 

 

Fonte: Estadão Conteúdo

Você pode receber direto no seu WhatsApp as principais notícias do CidadeVerde.com
Siga nas redes sociais