Cidadeverde.com
Política

Regina confirma estudo para viabilizar passe livre no 2º turno da eleição

Imprimir

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com 

A governadora Regina Sousa (PT) confirmou nesta terça-feira (11) que o Governo do Estado e a Prefeitura de Teresina estudam conceder a gratuidade no transporte coletivo da capital para que o eleitor não pague tarifas no dia 30 de outubro, data do 2º turno da eleição presidencial. 

“Para o dia da eleição a gente quer poder fazer os ônibus voltarem a rodar e também estamos discutindo a gratuidade para esse dia para as pessoas exercerem a sua cidadania. Precisamos estabelecer que os transporte funcione e aí a gente assumir a gratuidade”, disse. 

Segundo informações repassadas pela Superintendência Municipal de Transporte, para o bancar o passe livre na data, o governo e a prefeitura terão que desembolsar aproximadamente R$ 900 mil, cerca de R$ 450 mil cada. 

Nos próximos dias, um projeto de lei regulamentando a iniciativa deverá ser encaminhado para a Câmara Municipal.

Regina Sousa também confirmou um avanço nas conversas entre as administrações para que o Governo do Estado assuma uma cota no subsídio à gratuidade que é concedida para estudantes e militares. 

“Essa questão do transporte é um papel da prefeitura. Queremos ajudar a resolver definitivamente essa questão dos transporte que começou em 2021. A discussão é do estado assumir a sua cota, pois temos estudantes do transporte escolar e muitos usam transporte municipal e temos os militares e queremos fazer esse cálculo para saber o que o estado pode fazer é vai”, disse. 

A governadora ainda descreveu o cenário caótico enfrentado pelos usuários de ônibus em Teresina, que sofrem com a crise no transporte público desde 2020. Ela também criticou o posicionamento da iniciativa privada diante de toda a problemática. 

“É muito estranho uma cidade que passa dois anos sem ter transporte. É impossível, é ruim para todos, para os empresários também que estão sem ganhar dinheiro. Acho que eles estão bem de vida… Para passar todo esse tempo sem trabalhar, porque estão colocando pouquíssimos ônibus. Não está dando lucro também. Precisamos equacionar isso”, avaliou. 

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com 

DATA CENTER 

Na manhã desta terça-feira(11), a governadora esteve na solenidade de inauguração de um Data Center Educacional na sede da Secretaria Estadual do Educação.

O equipamento foi um investimento de R$ 6,6 milhões adquirido com recursos próprio do Estado e garante alta disponibilidade dos equipamentos e aplicações das plataformas de ensino (iSeduc) e da gestão dos dados da Rede Pública Estadual. 

Na prática, é uma tecnologia que dá uma maior segurança para os dados digitais da rede de educação mantidos pela pasta. 

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com 

 

 

Paula Sampaio 
[email protected]

Imprimir