Cidadeverde.com
Esporte

Atlético-GO vence Ceará e os dois ficam na luta direta contra o rebaixamento

Imprimir

Na sua luta para deixar a zona de rebaixamento, o Atlético-GO conseguiu uma importante vitória sobre o Ceará, por 1 a 0, neste domingo, no estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO), pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

Em recuperação, o time goiano ganhou uma posição e agora aparece em 17º lugar, com 33 pontos, um ponto atrás do próprio Ceará, primeiro clube fora da zona de degola.

Apoiado por sua torcida, o Atlético-GO completou cinco jogos sem derrota e demonstra força para evitar a queda para a Série B. O contrário acontece com o Ceará, que está em baixa, sem vencer há sete jogos e cada vez mais pressionado. 

O jogo teve dois tempos distintos. Os goianos dominaram o primeiro tempo, quando fizeram o gol. Os cearenses foram melhores na etapa final, criaram chances para empatar, porém, não tiveram êxito.

O jogo começou intenso. Aos oito minutos, Wellington Rato arriscou de longe e o goleiro João Ricardo fez a defesa para o Ceará. De outro lado, aos nove, Mendoza pegou um chute de virada e acertou o travessão de Renan, deixando preocupada a torcida rubro-negra.

Mas o Atlético-GO estava mais agressivo e abriu o placar aos 23 minutos. Após rebote da defesa, a bola ficou com Wellington Rato quase na linha lateral da grande área, pelo lado direito.

Ele cruzou na medida e o zagueiro Lucas Gazal cabeceou bem, no ângulo. O goleiro João Carlos saltou e ainda tocou na bola, porém, sem evitar o gol.

O placar poderia ter sido ampliado aos 36 minutos, em um contra-ataque em que os atleticanos ficaram em vantagem de três contra dois jogadores. Rato desceu pelo lado esquerdo da área e cruzou, porém, João Ricardo aliviou com um soco.

Na volta do intervalo, tudo mudou. O Ceará foi ao ataque desde os primeiros segundos. Antes do primeiro minuto já teve uma chance com Mendoza que Wanderson salvou em cima da linha de gol. 

Depois foram chances em cima de chances. Aos quatro, Vina chutou e Renan salvou com um tapa. Aos sete, Erick completou para s redes, porém, houve impedimento.

A melhor oportunidade, no entanto, aconteceu aos 31 minutos. Do lado esquerdo, Bruno Pacheco levantou na área, onde Zé Roberto ajeitou para a pequena área, onde o zagueiro Luiz Otávio, sozinho, deu um carrinho e pegou por baixo da bola, que passou sob o travessão.

Jô estava atrás e em melhores condições para concluir. Um lance incrível.

O Ceará não se entregou e manteve a pressão até o final. O Atlético-GO, acuado, nem tentou mais os contra-ataques, preferindo ficar na defesa se defendendo. Desta vez, deu certo.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir