Cidadeverde.com
Política

Governadora participa da 1ª reunião com equipe de transição no Karnak

Imprimir

Foto: Gabriel Piauilino

A transição entre os governos de Regina Sousa (PT) e Rafael Fonteles (PT) começou oficialmente nesta quinta-feira (03) com uma reunião no Palácio de Karnak.

A governadora e os secretários Antônio Neto (Governo) e Rejane Tavares (Planejamento) receberam o procurador Chico Lucas e o cientista político Washington Bonfim, por volta das 11h desta manhã.

É o primeiro encontro oficial entre integrantes da atual e da futura gestão petista.  Antônio Neto informou que na reunião foi estabelecido um calendário que seguirá até o dia 11 de novembro para que os atuais secretários enviem relatórios com informações setoriais à equipe de transição. 

“Estabelecemos um calendário até o dia 11 para receber as informações setoriais de todos os órgãos e serem repassadas para a equipe de transição do governador eleito Rafael Fonteles. Vamos fazer todo um balanço, um planejamento, para que possam receber essas informações precisas para a tomada de decisão imediata”, explicou. 

O procurador Chico Lucas explicou que, neste início de governo, a prioridade do governador eleito Rafael Fonteles será com as Finanças do estado, principalmente na execução orçamentária do próximo ano. 

Foto: Gabriel Piauilino

“Lógico que todas as áreas são prioritárias, mas, lógico que vamos nos preocupar com a questão da execução orçamentária, da Finanças e da questão de pessoal para que tenhamos continuidade e ações continuem normalmente no próximo ano”, disse. 

Chico Lucas também ressaltou acreditar ser uma transição tranquila. Segundo ele, o governo de Rafael Fonteles manterá a linha das gestões petistas que priorizam a área social, mesclando indicações técnicas e políticas.  “Será muito mais para tomarmos pé das ações e fazer o planejamento para os próximos anos. Tudo com muita tranquilidade, conversando com a governadora Regina Sousa. Mantendo a política de preocupação com o social […] O governo faz parte do mesmo campo político, vão mudar as pessoas, mas as linhas gerais são as mesmas”, disse.

Washington Bonfim, que assumirá a Secretaria de Planejamento, disse que o novo governo não terá nenhuma mudança “radical”. Mas, deve vir com novos projetos, a exemplo das bandeiras de campanha de Rafael Fonteles como a digitalização de serviços públicos e o Ensino Médio Integral. 

“A grande maioria dos projetos é bem sucedida, deve ter um ajuste ou outro, em função dos secretários que vem a assumir e em função do alinhamento com o plano de governo. Não vejo nenhuma grande mudança. Devem acrescentadas novas questões com maior ênfase em tecnologia, programas inovadores, ampliação do Ensino Médio integral, profissionalizante, mas nada que seja radicalmente novo nesse momento”, destacou.

Além de Antônio Neto, Chico Lucas, Washington Bonfim e Rejane Tavares, a Secretária de Administração e Previdência, Ariane Benigno, e o superintendente da Fazenda Emílio Júnior foram convocados para fazer parte da equipe de transição. 

A reuniões serão realizadas no Anexo do Palácio de Karnak, também conhecido como Karnakinho.

Contas em dia

Antônio Neto finalizou dizendo que Regina Sousa entregará a Rafael Fonteles um governo com contas equilibradas. O secretário citou a lei que estabeleceu um teto para as alíquotas do ICMS e ressaltou que a gestão conseguiu controlar a situação com operações de crédito e redução da dívida.

“Estamos equilibrados, vamos fechar o ano com as contas em dia. Vamos pagar décimo terceiro, fornecedores. Mesmo com todos os problemas que enfrentamos. Devido à lei das alíquotas dos combustíveis perdemos mais de R$ 100 milhões nesses três meses, foi um baque muito grande no nosso fluxo de caixa”, frisou.

 

Paula Sampaio
[email protected]

Imprimir