Cidadeverde.com
Esporte

Casemiro diz que Neymar é craque, mas vê seleção com opção para reposição

Imprimir

Casemiro não deixou de lamentar o desfalque de Neymar na próxima rodada da Copa do Mundo diante da Suíça, mas, na visão dele, o elenco oferece reposição à altura para Tite.

Casemiro e Neymar juntos pela Seleção Brasileira (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

 

Em entrevista coletiva neste sábado (26) após treino fechado, o meio-campista tentou evitar ficar falando o tempo inteiro sobre o atleta do PSG e a lesão no tornozelo direito que o afastará, mas usou a estreia contra a Sérvia como exemplo do poderio ofensivo da Amarelinha.

"É inevitável falando de Neymar, um jogador excepcional, um dos melhores do mundo que temos o privilégio de jogar aqui. Infelizmente, ele não vai estar no próximo jogo, porém temos jogadores de qualidade. Se você comparar com Neymar vai ser difícil achar jogador do nível dele, mas temos jogadores de qualidade para repor sua posição", afirmou o atleta.

"Foi o que eu falei, se ficarmos aqui falando do Neymar serão dias e dias sobre a qualidade e a importância dele. É inevitável dizer que é o craque do time, o cara que faz a diferença. Mas temos outros jogadores que estão correspondendo à altura, Vini, Raphinha, Richarlison, Jesus.

Nós de trás brincamos que dá pena do adversário. Tira Raphinha, põe Antony. Sai Richarlison, Jesus, depois Martinelli, Rodrygo, o leque de opções é muito grande. Isso é bom para nós, mas é inevitável dizer que o Neymar é o craque do nosso time", completou.

Além de Neymar, Danilo também não enfrentará a Suíça. Os dois devem também continuar fora da partida contra Camarões, mas há planos no departamento médico para que os dois atuem no sacrifício se necessário.

Como já mostrou o UOL Esporte, Militão deve ser o substituto na lateral direita, enquanto Rodrygo provavelmente vai substituir Neymar. Casemiro não quis revelar o time que treinou neste sábado, mas disse confiar em qualquer opção do técnico.

"Surpresa eu diria que não, até porque o Militão está à altura e correspondeu à altura, mas se o Dani Alves esta aqui é porque tem total condição e confiamos ele. Nem preciso falar, é um muticampeão, está treinando bem, empenhado, mas quem vai jogar é decisão do treinador.

Surpreso eu diria que não, porque se jogar o Militão dá para contar com ele ali também. Mas essa decisão quem vai tomar é o treinador", completou.

"Primeiro, tenho total consciência de que o Daniel Alves não veio aqui a passeio, é um jogador competente. É um jogador multicampeão, demonstrou para o mundo inteiro que é um lateral que pode contar com ele. Se o treinador trouxe é porque confiamos dele.

Mas é fundamental dizer que são jogadores diferentes. Militão é mais defensivo, Daniel Alves tem mais qualidade, um pé diferente, qualidade excepcional, mas tenho certeza que ele veio para jogar e quer sua oportunidade de jogar na Copa do Mundo", finalizou.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir