Cidadeverde.com
Política

“Estou avaliando”, afirma conselheiro Olavo Rebelo sobre aposentadoria do TCE

Imprimir

Foto: arquivo Cidadeverde.com

O conselheiro Olavo Rebelo, 68 anos, confirmou nesta sexta-feira (23) ao Cidadeverde.com que avalia a possibilidade de se aposentar do Tribunal de Contas do Piauí (TCE-PI). A possível saída abriria uma nova vaga na corte de contas com indicação do governador do estado. 

“Não. Não tem nenhum requerimento meu. Estou avaliando”, respondeu o conselheiro ao ser questionado se encaminhou o pedido de aposentadoria para o TCE-PI. 

Olavo Rebelo assumiu a vaga de conselheiro em 2007 e já pode pedir a aposentadoria do órgão. 

O conselheiro revelou que, pesará na decisão de pedir a aposentadoria agora ou não, a média salarial que terá após deixar o cargo. 

“Pedi ao setor de pessoal para fazer [um levantamento], pois minha a aposentaria é pela média salarial”, disse o conselheiro. 

Assim, o conselheiro também não confirmou a data em que pretende chancelar a decisão. Caso encaminhe o requerimento até o final deste mês de dezembro, a indicação será da governadora Regina Sousa (PT). Se não, será do governador eleito Rafael Fonteles (PT). 

O nome da deputada federal Rejane Dias (PT), ex-primeira-dama do Piauí, tem sido amplamente cotado para o cargo. Outro nome que também já foi ventilado para a vaga foi o do deputado José Santana (MDB). Ele já foi candidato ao cargo, mas desistiu para apoiar a conselheira Flora Isabel em 2021, na época deputada filiada ao PT. 

A indicação do governador, antes de aprovada, deve passar pela apreciação da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). A Casa passa por processo de eleição da presidência na sucessão do deputado Themistocles Filho (MDB), vice-governador eleito. A disputa também é entre os dois partidos: Severo Eulálio (MDB) e Franzé Silva (PT). A possível vacância no TCE-PI poderá ter influência direta no pleito da Casa Legislativa. 

Flash Paula Sampaio
[email protected]

Imprimir