Cidadeverde.com
Cidades

Cartel da Bolívia foi o responsável pelo roubo de avião em Teresina, diz Charles Pessoa

Imprimir

Fotos: Divulgação/SSP

Um cartel da Bolívia foi responsável pelo roubo do avião, modelo Cesnna 206, avaliado em R$ 2 milhões, informou ao Cidadeverde.com o delegado Charles Pessoa, coordenador do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco).

O avião monomotor foi roubado no dia 14 de janeiro deste ano quando bandidos armados invadiram o Clube do Ultraleve do Piauí, na zona Leste de Teresina, renderam o caseiro e decolaram do local. A aeronave pertence ao médico Jacinto Lay.

A aeronave foi localizada na segunda-feira (23) após cair na cidade Juara, a 690 km de Cuiabá, no estado de Mato Grosso, próximo a uma pista de pouso. Dois homens que estavam no monomotor, que seriam bolivianos, fugiram após o acidente. Outros três homens foram presos após serem encontrados próximo ao local da queda, com seis tambores de gasolina para avião, totalizando aproximadamente 360 litros de combustíveis.

A aeronave já tinha sido adulterada, onde foram alterados os seus prefixos e também tinha sido pintada. A informação é que o avião estava sendo usado por um cartel da Bolívia. 

“Desde o roubo teve uma troca de informações, então estava sendo realizado um trabalho integrado entre as polícias de outros estados, com a Aeronáutica, então já tinha essa suspeita que o avião estava sendo usado por um cartel da Bolívia para o tráfico internacional de drogas”, explicou Charles Pessoa.

Após o roubo do avião na cidade de Teresina, ele foi levado inicialmente para a Bolívia. “Com esse trabalho integrado, a informação que chegou é que ele estava circulando. Depois do roubo foi para a Bolívia, sendo usado para o tráfico. Foi para lá e depois começou a circular”, destacou.

Os três homens presos, até o momento, decidiram não prestar informações. As Polícias Civil do Piauí e Mato Grosso vão atuar juntas na investigação.

“Como o avião caiu lá, eles vão também investigar, mas vamos atuar juntos, de forma integrada, compartilhando informações e provas para a investigação”, explicou o delegado.

Dono manda equipe para MT

O médico Jacinto Lay, que é o proprietário do avião, informou que irá mandar uma equipe para o estado de Mato Grosso, para poder trazer ele de volta ao Piauí.

“Ele está bem danificado, vou mandar um piloto e um mecânico, eles vão tentar arrumar um caminhão, para desmontar o avião e trazer ele de caminhão para Teresina. Pelas informações que a gente teve, está bem avariado, mas ainda não tem como fazer uma estimativa [de quanto será gasto para consertar] sem trazer para a oficina, para poder ser feito um orçamento e ver o que vai ser de gasto”, destacou.

 

Bárbara Rodrigues
[email protected]

Imprimir