Cidadeverde.com

Brasil perde de Porto Rico e tem de bater EUA para ir à Copa do Mundo de basquete

Apesar do apoio da torcida em Santa Cruz do Sul, a seleção brasileira masculina de basquete acabou derrotada por Porto Rico, por 92 a 90, pelas eliminatórias da Copa do Mundo da modalidade, nesta quinta-feira. 

Com o resultado, o Brasil terá que vencer os Estados Unidos, no próximo domingo (26), para se garantir na competição mundial em agosto. Ortiz, pelo lado porto-riquenho, foi o cestinha com 21 pontos. Léo Meindl foi o destaque brasileiro com 18.

Com um excelente aproveitamento nas bolas de três e comandado por Clawell e Ortiz, Porto Rico se manteve na liderança do placar desde o segundo quarto. Na reta final, os brasileiros cresceram, chegaram a virar o marcador, mas viram Waters fazer a cesta da vitória no último segundo para dar a vitória para Porto Rico.

"Um jogo difícil, para estar aqui tem que estar entre os melhores. Acho que a gente fez um belo jogo, conseguimos neutralizar algumas coisas que sofremos no outro duelo com ele, mas os alas passaram a ter volume e matar bola. Agora é seguir em frente e focar nos Estados Unidos", comentou Gabriel Jaú ao fim da partida.

No primeiro quarto de partida, Brasil e Porto Rico começaram trocando cestas. Com Clawell com a mão quente do perímetro e a seleção brasileira usando o jogo coletivo perto da cesta, o placar seguiu equilibrado e terminou os primeiros 10 minutos com 24 a 24.

O começo do segundo período foi todo de Porto Rico. Conseguindo dominar o garrafão com Ismael Romero, a seleção visitante abriu 30 a 24 e o pedido de tempo foi feito. No retorno para a quadra, a defesa brasileira melhorou e a desvantagem caiu para 31 a 28.

Na parte final do quarto, Porto Rico voltou a aumentar sua vantagem. Mantendo o bom aproveitamento da linha de três e contando com alguns erros dos dois lados da quadra do Brasil, os visitantes colocaram a diferença em oito pontos e foram para o intervalo de partida vencendo por 52 a 44.

Na volta do vestiário, a seleção brasileira foi dominante. Agressivo dos dois lados da quadra, o Brasil cortou a diferença no marcador caiu para 54 a 53 em dois minutos.

Com o bom momento em quadra, a torcida presente em peso no ginásio passou a jogar junto e a virada veio com Benite conseguindo uma jogada de três pontos e deixando o placar em 69 a 68. Na reta final do terceiro período, Porto Rico voltou a ser superior e foi para os últimos 10 minutos liderando o marcador em 73 a 70.

Emoção até o último segundo

O quarto período voltou a ter a equipe porto-riquenha atuando melhor e a diferença subiu para 80 a 74 e a seleção brasileira parou o jogo. 

Na volta para a quadra, defendendo muito forte, principalmente no garrafão com Gabriel Jaú, e acelerando no contra-ataque, os brasileiros conseguiram a virada no placar, com duas cestas de Léo Meindl e uma bola de três de Yago, fazendo 88 a 86.

Nos minutos finais, a seleção de Porto Rico voltou a controlar o jogo e trocou cestas com o Brasil. No minuto final, os brasileiros acabaram perdendo uma chance com Lucas Mariano, em um arremesso de três, e os porto-riquenhos não. 

Com Waters controlando o ritmo dos últimos 24s, a equipe conseguiu a cesta da vitória com o armador e fechou com a vitória por 92 a 90.

Fonte: Estadão Conteúdo

Você pode receber direto no seu WhatsApp as principais notícias do CidadeVerde.com
Siga nas redes sociais