Cidadeverde.com
Esporte

APPM lança 1ª Supercopa de Futebol Amador para municípios do Piauí

Imprimir

Fotos: Renato Andrade/Cidadeverde.com

 

A Associação Piauiense de Prefeitos do Piauí (APPM) lançou na manhã desta quarta-feira (15) a primeira Supercopa de Futebol Amador para municípios que acontecerá este ano. O torneio foi um dos projetos propostos pelo presidente da instituição, Toninho da Caridade (PSD) e será uma ação pioneira no estado. 

Para Toninho da Caridade, o campeonato fortalecerá o sentimento municipalista, pois integrará todos territórios. Ele ainda destacou que é uma forma de valorização ao esporte amador, principalmente para as cidades do interior. 

O prefeito disse esperar que o torneio possa revelar novos talentos para o esporte. 

“A gente tira o jovem que está ocioso, sem nenhum tipo de perspectiva, movimenta a economia local, aproxima os municípios que vão poder interagir. Tem muita rivalidade. Sou um amante do futebol e essa é a nossa contrapartida para que o futebol amador se fortaleça e possa desenvolver jovens profissionais para o nosso estado”, destacou. 

Toninho da Caridade revelou ainda que após o campeonato a APPM vai começar a formatar um projeto para montar a sua própria seleção. 

O campeonato 

O campeonato desenhado pela APPM vai abranger os 12 territórios do Piauí, cada um formado, em média, por 10 municípios, e mais 16 cidades com população superior a 26 mil habitantes, que vão concorrer entre si. A informação foi repassada pelo coordenador de Esportes da APPM, Manoel de Jesus, conhecido como Manelão. 

O torneio vai ser dividido em três fases. Cada etapa selecionará um campeão e um vice que avançará na disputa, até a final que está marcada para acontecer em Teresina. 

-Primeira fase: entre territórios
-Segunda fase: território contra território e cidade contra cidade; 
-Terceira fase: em Teresina, disputa entre campeões por sorteio. 

Algumas cidades do Piauí já têm seus próprias campeonatos regionais. Um exemplo são aqueles da região do município de Caridade do Piauí. 

Segundo o coordenador de esportes, os demais municípios terão que formatar a disputa nos moldes daqueles que já acontecem para poder participar. Para auxiliar no processo, a APPM fará visitas aos prefeitos e secretários municipais de Esporte. 

Assim, na prática, a ideia da Supercopa também se coloca como uma forma de estruturar a prática do futebol amador em mais cidades. 

“Tem que ser filiado à APPM. Após o lançamento de hoje, tem cidade que já pode começar até hoje, mas, terão que terminar até agosto. Nos 12 territórios, cada um com um campeão e um vice e mais 16 cidades, que tem mais de 26 mil habitantes que também vão fazer o campeonato para sair um campeão e um vice”, destacou. 

Manelão de Jesus explicou que a premiação ainda será anunciada pela organização do evento. Após o lançamento nesta manhã, cada território já pode dar início aos jogos e terá até o mês de agosto para a conclusão. 


Paula Sampaio 
[email protected]

Imprimir