Cidadeverde.com

Sonolento, Botafogo empata sem gols com a Portuguesa-RJ pela Taça Rio

O placar de 0 a 0 refletiu bem o que foi o confronto entre Botafogo e Portuguesa-RJ no jogo de ida da semifinal da Taça Rio neste sábado (18). As duas equipes pouco deram trabalho aos goleiros em um confronto muito morno no Estádio Luso Brasileiro, na Ilha do Governador.

Depois de um péssimo primeiro tempo, o Alvinegro cresceu na segunda etapa, mas esbarrou na falta de inspiração do meio-campo para vencer a marcação adversária. Já a Rubro-Verde parou o confronto constantemente e tentou explorar a velocidade no contra-ataque.

Por ter a melhor campanha, o Glorioso tem a vantagem do empate no confronto. Com isso, depende apenas de uma nova igualdade na partida de volta, marcada para o dia 27, às 20h, para chegar à final da Taça Rio. Quem vencer o torneio, garante uma vaga na próxima edição da Copa do Brasil.

As duas equipes voltam a atuar apenas no duelo de volta da semifinal, marcada para a outra segunda-feira, dia 27, às 20h, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Carinhosamente apelidada de Zebra, a Portuguesa sofreu com as lesões na primeira etapa. O goleiro Mota se machucou ao cortar um cruzamento e, na pausa que acontece aos 20 minutos, saiu da equipe. Bruno, que já havia levado o amarelo no banco, entrou em seu lugar.

Aos 29 minutos, Joazi caiu sozinho no gramado e também precisou ser substituído, dando espaço para Willian. O time já tinha gasto duas das três paradas a que tinha direito e o goleiro Bruno ainda deu um susto nos acréscimos, precisando de atendimento médico, porém ficando seguindo no jogo.

Com muitos erros de passes, pouca criatividade e muitas pausas, o primeiro tempo não teve nenhum time jogando bem e merecendo abrir o placar.

Luís Castro voltou com três alterações no intervalo, acionando Piazon, Lucas Fernandes e Luis Henrique. 

As mudanças deram um ânimo na equipe, que ensaiou uma pressão, contudo também ofereceu o contra-ataque para os mandantes. Nos 15 minutos finais, os visitantes cresceram de produção e criaram oportunidades para abrir o placar, mas pararam na trave e no goleiro Bruno.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Você pode receber direto no seu WhatsApp as principais notícias do CidadeVerde.com
Siga nas redes sociais