Cidadeverde.com
Entretenimento

Elizabeth Taylor diz que funeral de Michael Jackson virou um circo

Imprimir

A atriz Elizabeth Taylor disse nesta segunda-feira que não está disposta a participar da homenagem pública a Michael Jackson, por considerar o evento um circo. Amiga pessoal do astro da música pop, Taylor disse, por meio do microblog Twitter que rejeitou o convite para fazer parte da grande cerimônia.

Dan Steinberg/Carolyn Kaster/AP

Alicia Keys e Justin Timberlake devem estar
presentes na homenagem ao cantor Michael
Jackson em Los Angeles, nos EUA
 
O evento, que ocorre na tarde desta terça-feira, deve contar com a presença de vários artistas, entre eles Usher e Mariah Carey, Aretha Franklin, Liza Minnelli, Alicia Keys, Justin Timberlake.

A homenagem deve contar ainda com apresentação de Diana Ross, que foi uma grande amiga de Michael. Ela foi citada no testamento do cantor como tutora suplente de seus filhos, Prince Michael 2º e Paris Michael. O jornal "The New York Post" afirmou que ela abrirá a homenagem.

Taylor, 77, explicou, no Twitter, que rejeitou o convite: "Me pediram que falasse no [ginásio] Staples Center. Não posso ser parte de um circo público. E não posso garantir que diria algo coerente".

"Não acho que Michael quisesse que compartilhasse minha dor com milhões de pessoas. Como me sinto, é algo entre nós, não um evento público. Disse que não iria ao Staples Center e certamente não quero chegar a fazer parte de isso. Amava-o demais", disse.

A homenagem pública a Michael Jackson começará às 10h em Los Angeles (14h, Brasília).

Alguns analistas calculam que a homenagem poderá ser o evento ao vivo mais assistido da história da televisão, acima da cerimônia de inauguração dos Jogos Olímpicos de Pequim, assistido por 1 bilhão de pessoas ou o funeral da princesa Diana, visto por 2,5 bilhões.

Desde hoje já há centenas de pessoas em fila na entrada do Staples Center, em Los Angeles, esperando pelo início do funeral de Jackson, que acontecerá só amanhã.
 
 
 
Fonte: Folha Online
Tags:
Imprimir