Cidadeverde.com

Filme sobre Esperança Garcia é exibido na Academia Brasileira de Letras

Foto: Reprodução

A Academia Brasileira de Letras (ABL) realiza nesta quinta (13) a exibição do filme 'A carta de Esperança Garcia', a partir das 17h30. Dessa forma, o filme que fala sobre a piauiense Esperança Garcia, considerada a primeira advogada brasileira, tem lançamento nacional.

Dividido em quatro partes, o documentário estrutura imagens que pensam a realidade atual – nos quilombos e nas cidades – propondo, com isso, uma dupla codificação (existencial e política) relativa à luta por direitos civis.

Tendo Zezé Motta como eixo organizador, o filme estabelece também uma conversa/debate com outras cinco mulheres negras sobre esta carta e sua atualização.

Em 2017, o Conselho Nacional da OAB considerou a carta de Esperança uma petição e a reconheceu como primeira advogada do Brasil.

Com roteiro e direção de Douglas Machado e Zezé Motta no papel de Esperança Garcia, o filme “A carta de Esperança Garcia” teve pesquisa de Sueli Rodrigues e produção executiva de Gardenia Cury.

Esperança Garcia foi uma escrava brasileira. Em 6 de setembro de 1770, aos 19 anos, escreveu uma carta ao governador da Capitania de São José do Piauí, denunciando a violência e maus-tratos sofridos por ela, sua família e demais escravizados. Descoberta no Arquivo Público do Piauí em 1979 pelo antropólogo Luiz Mott, esta carta se tornou um símbolo da resistência nos movimentos negros.

Da Redação

Você pode receber direto no seu WhatsApp as principais notícias do CidadeVerde.com
Siga nas redes sociais