Cidadeverde.com
Esporte

De longe, Muricy vê derrota do Palmeiras em Goiás

Imprimir
O Palmeiras perdeu seu embalo antes da chegada de Muricy Ramalho. No penúltimo jogo do interino Jorginho, a equipe paulista até saiu na frente do Goiás, mas levou a virada no final e acabou derrotado por 2 a 1 no Serra Dourada.



Com o revés, o Palmeiras perde a chance de saborear novamente a liderança. A equipe paulista se mantém nos 25 pontos e ainda amarga o fim de uma invencibilidade de mais de dois meses.

Ainda por cima, Jorginho sofre a primeira derrota no Palmeiras em sua sexta partida. Agora, ele se prepara para a despedida como técnico no tradicional clássico contra o Corinthians.

O Goiás, por sua vez, mantém o embalo na luta para se aproximar do G-4. O time do Centro-Oeste alcança os 20 pontos. Na próxima rodada, enfrenta o Atlético-MG, no Mineirão.

O Jogo - O confronto de alviverdes começou em ritmo lento. A grama alta do Serra Dourada junto com a boa marcação efetuada pelas equipes prejudicava os ataques. Assim, os cruzamentos para a área viraram as únicas opções nos minutos iniciais.

Em uma das jogadas de bola aérea, um lance curioso. O palmeirense Danilo foi obrigado a deixar o gramado por causa de um arranhão sofrido no tradicional empurra-empurra dentro da área. O pescoço do atleta ficou ensanguentado.

A partir dos 25 minutos, os jogadores perceberam que as jogadas de velocidade pelas laterais poderiam fazer a diferença. No Palmeiras, Armero tinha liberdade para alcançar a linha de fundo na esquerda. Já o Goiás procurava variar as jogadas. Na direita, Vitor caía pelo meio. Do outro lado, Júlio César usava a velocidade para ganhar a disputa com Wendel.

Pouco antes do intervalo, o Goiás sofreu um desfalque considerável. Vitor sentiu uma lesão muscular - a mesma que o atrapalhou durante o Campeonato Goiano - e deixou o gramado cabisbaixo. Antes do apito derradeiro, os donos da casa tiveram a melhor chance da etapa inicial, mas o arremate de Ramalho parou no goleiro Marcos.

Diferencial: No segundo tempo, o Palmeiras mostrou porque se encontra entre os favoritos. Aos sete minutos, o destro Diego Souza recebeu a bola no meio-campo, cortou um adversário e, mesmo de perna esquerda, acertou o ângulo de Harlei. Um golaço.

Na defesa, o time paulista também vive um momento especial. Quando Marcos é vencido, a zaga se mostra atenta. Aos 12 minutos, Danilo tirou em cima da linha o arremate de Léo Lima.

Aos 30 minutos, o Goiás empatou a partida em um lance polêmico. O árbitro Evandro Rogério Roman marcou pênalti de Wendel em Júlio César, em lance que gerou reclamação generalizada no Verdão. O estreante Léo Lima bateu no canto direito de Marcos e trouxe alívio aos donos da casa.

No fim, mais reclamações do Palmeiras. Cleiton Xavier alegou que sua finalização foi interceptada dentro da área pelo braço de Leandro Euzébio. O árbitro mandou seguir. Para piorar, o Goiás garantiu a vitória aos 43 minutos, com um chute de Felipe Meneguel que desviou em Marcão e enganou Marcos.

Fonte: IG
Tags:
Imprimir