Cidadeverde.com
Esporte

Cidades do interior crescem nas competições esportivas

Imprimir
Considerando como cidades do interior porque não são as capitais, muítas estão mostrando muíto progresso nas atividades esportivas nos mais diversos aspectos.Em alguns estados clubes do interior estão dando as cartas no futebol profissional. Aqui pelo Nordeste os bons exemplos estão em Alagoa, no Rio Grande do Norte e na Paraíba, cujos campeões não são das capitais.



E não fica somente aí. No Maranhão, no Piauí, em Pernambuco, na Bahia,em Sergipe e no Ceará temos agremiações que fazem bonito e têm conquistado títulos. Aqui no Piauí a capital vem perdendo para o interior nos últimos anos. Na atual temporada é que o Flamengo conseguiu superar o 4 de Julho nas finais, quando o título estava mais encaminhado para o futebol de Piripiri.

Icasa de Juazeiro do Norte e ASA de Arapiraca fizeram belas campanhas na Série C e já estão classificados para a Série B em 2010. Pelas bandas do Norte, time tradicionais de Belém e Manaus foram passados para trás.

Alguns dizem que tudo é devido ao apoio das Prefeituras, com verbas oficiais. A participação existe, mas não é determinante para os resultados. Além da verba municipal, há mais entusiasmo no trabalho dos dirigentes dos clubes do interior. Há mais trabalho fora das capitais.  Somente com bilheterias, no caso Piauiense, River e Flamengo poderão superar todos os seus  adversários. Lembramos que os três jogos das finais de 1977 entre River e Flamengo, no vaalor médio dos ingressos atgualmente, produziriam uma arrecadação acima de hum milhão de reais.

O interior também vem melhorando o seu futebol com a construção de bons estádios ou melhoramentos nos já existentes. E o fato é registrado também fora do Norte e do Nordeste. Mesmo em Estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas e Rio Grande do Sul estão fazendo sucesso agremiações fora das capitais.O desafio está lançado. Quem trabalhar mais, quem mostrar mais competência, vencerá.

ESPERANTINA

A cidade de Esperantina ganhará um estádio. Temos informações de que uma emenda do deputado Nazareno Fonteles vai proporcionar aos esportistas esperantinenses a construção de um estádio de futebol. Uma comissão da Caixa Econômica já esteve em Esperantina com o Prefeito Francisco Antônio tratando da escolha do local para obra.

COPA BATOM

A Semel confirmou para o próximo sábado o jogo que decidirá a Copa Batom de Futebol, entre José de Freitas e Tiradentes. O jogo será no Lindolfo Monteiro e o time de José de Freitas vai tentar uma façanha que ninguém tem conseguido no futebol piauiense : derrotar as meninas da Sociedade Esportiva Tiradentes,cuja participação na próxima Copa do Brasil deste ano já está confirmada.

TÉCNICO

De Parnaíba o radialista Gláucio Rezende informou ao Cidadeverde.com que Oliveira Canindé voltará ao futebol parnaibano para dirigir o Tubarão do Litoral, já a partir do final desta temporada. A nova diretoria pretende colocar o azulino na luta pelo título piauiense de 2010.

CALENDÁRIO

Dirigentes de clubes, marketeiros do futebol e membros da diretoria da CBF seguem expondo suas opiniões sobre a possibilidade do calendário do futebol brasileiro ser igual ao do futebol europeu.A TV Globo, detentgora dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro, disse através de nota o seguinte:

"A TV Globo é contra a mudança no calendário do futebol brasileiro por considerar que não traz benefício aos clubes ou aos campeonatos disputados no país, além de descaracterizar a temporada brasileira, que termina nas férias de verão, como acontece na Europa".

Poderemos colocar no debate o aguerrido calendário do futebol piauiense, marcado por 5 meses de atividades e 7 meses de férias. Agora mesmo temos clubes sem times, sem estrutura alguma, sem jogadores, sem nada, em pleno período de férias(um dos períodos) falando numa competição.

E até foi públicado em um jornal local que certo presidente ficou vibrando ao saber que cada clube terá 10 mil reais para entrar no torneio. Será mesmo que essa soma é legal para man ter um time de futebol profissional ? É tanto dinheiro assim. Mas pouco importa. Estamos comentando mesmo é sobre o calendário do futebol brasileiro.

Dídimo de Castro
[email protected]
Tags:
Imprimir