Cidadeverde.com
Política

Heráclito afirma que Wellington Dias é inimigo de Teresina

Imprimir
O senador Heráclito Fortes (DEM) responsabilizou Wellington Dias (PT) pelo corte de quase 50% das emendas na bancada piauiense. Segundo ele, o governador impôs essa decisão porque está se colocando como inimigo de Teresina.

Foi cortada uma emenda de R$ 25 milhões do senador que seria para obra na Vila da Paz. "Ele cortou exatamente as emendas que beneficiavam Teresina para prejudicar a administração de Silvio Mendes. O PT, quando não faz, acaba o feito dos outros", declarou o senador entrevista ao Jornal do Piauí nesta sexta (28).
 
Segundo Heráclito, o governador não aceita o tratamento que estava sendo dado ao senador nos recursos orçamentários e se irrita devido as emendas que ele consegue aprovar. "E tem um bocado de aloprado do PT que fica botando coisa na cabeça do Wellington Dias", disse.
 
Sobre as declarações do deputado João de Deus (PT) de que ele deveria cortar a língua, Fortes diz que isso é arrogância e prepotência. "Feliz do governo que tem uma oposição competente, que quando o Estado precisa de uma obra está lá para ajudar", afirmou o senador.
 
Sobre a crise do Senado
Heráclito Fortes falou também a respeito do cartão vermelho que Eduardo Suplicy (PT/SP) deu para o presidente do Senado, José Sarney (PMDB). "Me irritou a pantonímia apresentada pelo Suplicy. Primeiro erro é que o PT não entende de cartão de juiz de futebol, mas de cartão corporativo", provocou Fortes.
 
Segundo ele, o petista teve outras oportunidades de demonstrar sua reprovação pelo Sarney e não o fez. "Ele poderia ter dado o cartão vermelho era para Lula, que foi quem comandou o cenário no Senado", acusou Heráclito Fortes.


Nayara Felizardo
(Especial para o Cidadeverde.com)
[email protected]
Tags:
Imprimir