Cidadeverde.com
Política

Delegado Protógenes anuncia hoje filiação ao PC do B de SP

Imprimir
Nacionalmente conhecido por prender duas vezes o banqueiro Daniel Dantas na Operação Satiagraha, que coordenou, o ainda delegado da Polícia Federal Protógenes Queiroz vai anunciar oficialmente hoje sua filiação ao PC do B. Ele também vai comunicar que é candidato, nas eleições do ano que vem, a uma vaga no Senado pelo Estado de São Paulo.
 

Desde que foi afastado da Polícia Federal em julho do ano passado, mês em que a Satiagraha foi realizada, Protógenes começou a fazer várias palestras pelo país cujo tema era o combate à corrupção. Primeiro atrelado ao PSOL, o delegado quase chegou a se filiar ao PDT.

Desistiu por causa da influência que o deputado federal Paulinho da Força tem sobre o partido em São Paulo. No ano passado, Paulinho foi investigado pela PF na Operação Santa Tereza, e chegou a ser apontado na investigação como suposto integrante de uma organização criminosa.

"Escolhi o PC do B porque é um partido que tem um projeto de país e por seus quadros não ter nenhum político envolvido com corrupção", afirmou Protógenes Queiroz. Ele ressaltou que fez questão de escolher um partido dito de esquerda e que apoie o governo Lula.
 

"Vou defender com afinco o governo de Luiz Inácio Lula da Silva e a candidatura da ministra Dilma Rousseff", declarou ele. "O Lula é o maior presidente da história deste país."

Para a PF, não há qualquer impedimento que um delegado tenha filiação partidária. Para se candidatar, contudo, Protógenes terá que deixar a instituição, onde ele responde a processos administrativos por supostos excessos cometido durante a execução da Operação Satiagraha.

Campanha

Indagado sobre as dificuldade para arrecadar recursos para uma campanha eleitoral, Protógenes diz que pretende fazer campanha, inclusive para receber doações, pela internet, onde mantém um blog e participa de fóruns sobre corrupção, que ele quer levantar como principal bandeira.

"Há ainda um tema importante para o PC do B, que quero trabalhar, que é o reaparelhamento das Forças Armadas", diz Protógenes Queiroz, filho de ex-militar.

Ele também afirmou que, por orientação da sigla, continuará a participar de palestras por todo o país.

O delegado diz que pesquisas prévias o colocam à frente de nomes como Aloizio Mercadante (PT) para a disputa por uma vaga no Senado por São Paulo, Estado como maior colégio eleitoral do país.

A assinatura da ficha de filiação deverá ocorrer numa universidade privada de São Paulo no próximo dia 7, num auditório para 700 pessoas, com um concerto de música clássica a cargo do maestro João Carlos Martins.

Fonte: Folha

Tags:
Imprimir