Cidadeverde.com
Geral

Professor morre e pode ser o 1º óbito da gripe A

Imprimir
O diretor do Prontomed, Aloisio Luz, confirmou ao Cidadeverde.com que um paciente de 32 anos faleceu na tarde deste domingo e foi incluído no protocolo de suspeito de gripe A (H1N1) ou gripe suína. Se o exame, que está sendo feito em São Paulo, confirmar a suspeita será o primeiro caso de morte por gripe suína no Estado.

O paciente, que é um professor, deu entrada no hospital no sábado com quadro grave. Hoje pela manhã veio a falecer. “Foi um caso agressivo com evolução rápida da doença e como foi atípico, resolvendo acionar a Vigilância Sanitária e incluí-lo no quadro de suspeita da nova gripe”, disse o médico Aloisio Luz.

Ele disse que a equipe médica, que atendeu o professor, não crê em gripe suína. No entanto, como o Estado está em alerta para novos casos, o hospital acionou o protocolo.

“O setor de infectologista, Vigilância e equipe médica acreditam que o paciente morreu de pneumonia bacteriana grave. Por medida de precaução  resolvemos fazer a investigação”, disse Aloisio Luz.

O diretor do Hospital informou ainda que ontem mesmo antes do óbito os setores de vigilância foram acionados.

Flash Yala Sena
[email protected]
Tags:
Imprimir