Cidadeverde.com
Últimas

Polícia prende 4 homens do sequestro da médica

Imprimir
O sequestro da médica Brendaly Maria de Alencar Farias revelou para a Polinter a existência de uma quadrilha formada por 33 pessoas e com atuação em todos os estado do Nordeste. Ontem, o delegado Francisco das Chagas Costa, o Bareta, conseguiu localizar e prender mais quatro integrantes.
 

Marco Antonio Alves, Francisco Gleydson Alves, Lorena Gualter e Kamila Colares estavam hospedados no Hotel Poti, localizado no Bairro dos Noivos, zona leste de Teresina. Segundo o delegado, eles permaneceram em Teresina planejando novos assaltos e sequestros.

Kamila Colari é esposa do líder da quadrilha, Josinaldo Colares, que foi baleado durante uma perseguição em Caxias após o sequestro de Brendaly. Josinaldo é natural do Rio Grande do Norte. Sobre ele pesa também o sequestro de um empresário em 2008, que teve duração de 3 meses. Existem cinco mandados de prisão contra o acusado. De acordo com o delegado, Josinaldo teria sido resgatado de um presídio em Fortaleza no ano passado.

Lorena Gualter mora no bairro Lourival Parente e estava dando apoio à quadrilha. O registro no hotel foi feito no nome dela para não levantar suspeitas.

Já Marco Antonio Alves possui várias passagens pela polícia de São Paulo. Ele é pistoleiro e acusado de matar o ex-prefeito de Buriti Bravo, João Leocádio, em 2004.

A quadrilha faria parte da Conexão Mossoró, usando a cidade como ponto de apoio para planejamento dos crimes. Ainda segundo o delegado Bareta, a especialidade do bando é roubo a bando e carro forte e sequestros.
 
Brendaly foi sequestrada no dia 09, na avenida Dom Severino, e abandonada em Caxias (MA). Seu carro, um Captiva, seria usado em assaltos.
 
Relembre o caso

Leilane Nunes
[email protected]

Tags:
Imprimir