Cidadeverde.com
Últimas

Após ficar preso por 10 anos, soldado Moreira é libertado

Imprimir
Arquivo/TV Cidade Verde
Soldado Moreira foi libertado no início da tarde
 
Francisco Moreira do Nascimento, o soldado Moreira, foi libertado no início da tarde desta sexta-feira (16) do quartel do 8º Batalhão da Polícia Militar, no conjunto Dirceu Arcoverde I, onde estava preso desde outubro de 1999. Ele passou 10 anos detido e sem julgamento em diversos casos, mas o último que ainda o privava de liberdade trata da morte do engenheiro José Ferreira Castelo Branco Filho, o Caso Castelinho.
A assessoria da PM do Piauí confirmou que Moreira foi libertado na tarde de hoje após o habeas corpus concedido pelo Superior Tribunal de Justiça - STJ. Na última terça-feira, a decisão do ministro relator Jorge Mussi foi seguida pelos demais, e na noite do mesmo dia foi enviado comunicado ao Tribunal de Justiça do Piauí, para determinar a soltura. Como Moreira ainda é soldado, o comunicado teve de ser direcionado para a Polícia Militar.
 
Moreira continuará respondendo por todas as acusações em liberdade. Ele seria um dos soldados aliados ao ex-coronel José Viriato Correia Lima, já condenado por alguns crimes e ainda aguardando julgamento de outros. Correia Lima teria chefiado o crime organizado no Piauí, e comandado uma série de mortes no Estado. A Comissão Investigadora do Crime Organizado - CICO - foi criada para investigar delitos de natureza mais grave a partir desses casos.
 
O engenheiro Castelinho foi morto a tiros quando fazia cooper no bairro Ilhotas, em  junho de 2009. Sua esposa e mais três pessoas, inclusive Moreira, foram denunciados. O caso continua sem julgamento, e o STJ concedeu liberdade ao soldado por excesso de prazo na prisão. Se for inocentado em um futuro julgamento, ele ainda poderá processar o Estado por danos morais e materiais.
 
Tags:
Imprimir