Cidadeverde.com
Esporte

Tricolor vira sobre Peixe e segue em quarto

Imprimir
Em um clássico repleto de gols, um goleiro roubou a cena neste domingo, na Vila Belmiro: Rogério Ceni. Com um gol decisivo de falta do camisa 1, o primeiro depois de um ano de jejum, o São Paulo derrotou o Santos por 4 a 3, depois de ficar por duas vezes em desvantagem no placar, e ficou a dois pontos do líder Palmeiras, faltando sete rodadas para o término do Campeonato Brasileiro.




A última vez que Rogério Ceni tinha marcado um gol foi em 19 de outubro do ano passado, também em um clássico: ele fez de pênalti no 2 a 2 diante do Palmeiras, no Palestra Itália. De falta, o jejum era ainda maior - o último havia sido em 3 de agosto de 2008, contra o Vasco, quando ele fez outro gol em uma penalidade.

Com a vitória, o São Paulo foi a 52 pontos e se manteve no quarto lugar, mas agora a dois pontos do líder Palmeiras e com a chance de assumir a liderança provisória na próxima quarta-feira, diante do Inter. Já o Santos parou nos 41 pontos e viu ainda mais distante o sonho de disputar a Libertadores da próxima temporada.

O primeiro tempo foi recheado de gols. E de falhas das duas defesas. O primeiro setor defensivo a falhar foi o do São Paulo, aos 5min, no gol de André - o substituto de Kléber Pereira subiu entre dois zagueiros adversários e fez de cabeça. Hernanes, porém, empatou logo em seguida, aos 11min, em uma cobrança de falta que acertou o ângulo de Felipe.

Em outra falha da defesa do São Paulo, Rodrigo Souto mostrou esperteza e fez 2 a 1 para o Santos, aos 25min. O time da casa, porém, não segurou a vantagem: aos 38min, os defensores santistas deixaram Washington livre na área e o camisa 9 empatou. Felipe ainda tentou defender, mas mandou a bola para a rede.

Veio o segundo tempo e o São Paulo se mostrou mais disposto a buscar o gol do que o Santos, apesar de o time da casa também freqüentar o ataque. E foi quando os visitantes estavam melhores em campo que Jorge Wagner aproveitou um cruzamento de González, aos 14min, e de pé direito colocou sua equipe em vantagem.

Mas as emoções do clássico não pararam por aí. Róbson, sozinho, fez de cabeça aos 21min, depois de um cruzamento de Triguinho, e empatou para o Santos. Dois minutos depois, porém, Rogério Ceni cobrou falta sofrida por Dagoberto no canto esquerdo de Felipe e recolocou o São Paulo em vantagem. O camisa 1 ainda foi expulso aos 32min, após cometer falta em Jean.

Santos e São Paulo voltam a campo pelo Campeonato Brasileiro na próxima quarta-feira. O time da Vila Belmiro medirá forças com o Atlético-PR, às 19h30 (de Brasília), na Arena da Baixada, enquanto a equipe do Morumbi receberá o Internacional, às 21h50, na capital paulista.

Fonte: Terra
Tags:
Imprimir