Cidadeverde.com
Esporte

LDU massacra uruguaios e reedita decisão contra o Fluminense

Imprimir
Em um espaço de pouco mais de um ano, a América do Sul verá a repetição de uma decisão de Copa Libertadores, desta vez, na Sul-americana. Após o Fluminense avançar à final, nesta quinta-feira, a LDU, do Equador, massacrou o River Plate, do Uruguai, pelo placar de 7 a 0 e tentará repetir, na briga pelo título, o resultado da última temporada, quando venceu o Tricolor das Laranjeiras e conquistou o troféu mais importante do continente.

Atuando na altitude de Quito, a LDU ignorou a desvantagem de 2 a 1, resquícios da partida de ida, em Montevidéu, e dominou completamente o adversário. Logo aos 16 minutos, o ala Reasco, ex-São Paulo, entrou na área acabou derrubado por Sosa. Na cobrança do pênalti, o artilheiro Claudio Biéler bateu forte e abriu o placar para os mandantes.

Enfrentando um adversário atônito, os equatorianos seguiram pressionando e criando oportunidades de aumentar o marcador. Em contrapartida, o River Plate, caracterizado por um futebol envolvente nesta Copa Sul-americana, apenas observou o bom jogo coletivo dos equatorianos. Os uruguaios falhavam seguidamente na marcação e cediam espaços, especialmente pelo lado direito.

Dessa forma, a LDU aproveitou para decretar o segundo gol. Com 27 minutos, após cobrança de escanteio, o zagueiro Espinola subiu mais alto do que a zaga e cabeceou em direção ao chão. O goleiro Luciano dos Santos chegou a tocar na bola, mas não conseguiu evitar o segundo tento dos equatorianos. Entretanto, os donos da casa não diminuíram o ritmo e sentenciaram o 3 a 0 nos acréscimos do primeiro tempo, com Bolaños.

Depois de 45 minutos irretocáveis e praticamente perfeitos, a LDU parecia administrar o placar e esperar o apito final para comemorar a passagem à final da Sul-americana. Porém, os comandados de Jorge Fossati mantiveram o ímpeto ofensivo e transformaram a vitória em goleada aos nove, quando Edison Méndez arriscou de fora da área e fez a festa da fanática torcida no estádio Casa Blanca, em Quito.

A exibição convincente dos equatorianos deixou os uruguaios sem reação no gramado. À frente de um adversário inofensivo, a Liga Deportiva Universitaria tratou de proporcionar um show. Aos 31 minutos da segunda etapa, o experiente De La Cruz marcou um belo gol: 5 a 0. No entanto, o artilheiro Biéler tratou de ser o protagonista da atuação cinematográfica dos equatorianos.

Aos 37 minutos, o argentino aproveitou oportunidade e marcou o sexto gol dos mandantes. Não convencido do massacre, Biéler recebeu livre dentro da área e anotou o sétimo. O brilho da LDU na noite desta quinta-feira ofuscou a necessidade de racionamento no Equador, que obrigou o adiantamento da partida para às 20h15 (horário de Brasília).

Fonte: IG
Tags:
Imprimir