Cidadeverde.com
Esporte

Fluminense sofre goleada da LDU e vê título distante

Imprimir
Mendez vibra com torcida depois de marcar mais um gol Foto: AP

Méndez brilha e marca três vezes contra o Fluminense


Na noite desta quarta-feira o Fluminense reeditou o confronto da final da Libertadores de 2008 com a LDU, no Estádio La Casa Blanca, em Quito, Equador, dessa vez pelo primeiro jogo da decisão da Copa Sul-Americana. Mais uma vez os cariocas sofreram uma goleada, dessa vez por 5 a 1, com três gols de Méndez, um de Frankin Salas e um de Ulises de la Cruz. Marquinho fez o de honra dos brasileiros. A derrota quebrou uma série de 13 jogos de invencibilidade do Fluminense e deixou os cariocas longe da conquista do título.

Com o resultado, para conquistar seu primeiro título internacional da história o Fluminense precisa vencer por cinco gols de diferença na partida de volta no próximo dia 2, às 21h50 (de Brasília), no Maracanã. Na decisão, o fator gol fora de casa não conta como critério de desempate, como ocorreu no decorrer da competição. Por isso, uma vitória por quatro gols de diferença leva a decisão para a prorrogação.

O Fluminense abriu o placar com um gol relâmpago, que não deu tempo sequer dos equatorianos se organizarem em campo. No primeiro minuto da partida, os cariocas trocaram passes até a bola chegar em Fred, que chutou de fora da área. O goleiro Domínguez deu rebote e Marquinho completou para o fundo das redes.

O gol teve o efeito inverso ao que deveria ter para o Fluminense. Ao contrário do que se esperava, a LDU não se abalou por ter saído atrás no marcador tão rapidamente e passou a pressionar o adversário. O Fluminense, por sua vez, não soube se beneficiar da vantagem e recuou, dando espaço para o time da casa jogar.

Empurrada pela torcida, a LDU não demorou a empatar. Aos 20min, depois de falta cobrada rapidamente no ataque, Edison Méndez recebeu pela ponta direita e chutou com violência. A bola foi em cima do goleiro Rafael, que não conseguiu fazer a defesa. Os jogadores do Fluminense reclamaram que havia duas bolas em campo no momento do gol, mas o árbitro validou o empate.

O Fluminense seguiu acuado e por diversas vezes quase a LDU virou a partida. De tanto insistir, o segundo gol saiu aos 43min, novamente com Méndez, que cobrou falta em cima da barreira e, no rebote, acertou um lindo chute, de primeira, no ângulo de Rafael, levando a equipe equatoriana com vantagem parcial para o intervalo.

Na etapa complementar, nada mudou e a LDU seguiu massacrando o Fluminense, que mal conseguia ultrapassar a linha do meio de campo. Depois de quase ampliar com Reasco aos 3min, a LDU continuou sufocando e chegou ao terceiro gol, mais uma vez com Méndez, que, sozinho, completou de cabeça cruzamento de Norberto Araujo aos 14min.

A catástrofe do Fluminense estava desenhada e só fez aumentar aos 32min. Frankin Salas recebeu de Edison Méndez na área pela direita e chutou cruzado, de primeira, sem chances para Rafael. Para completar a goleada, Ulises de la Cruz marcou o quinto aos 42min, selando a goleada e aproximando a LDU do título da Sul-Americana.


Fonte: Terra

Tags:
Imprimir