Cidadeverde.com
Entretenimento

Coral das Mil Vozes se apresenta hoje no adro da Igreja São Benedito

Imprimir

Lançado como um desafio, o Coral das Mil Vozes realiza, há 12 anos, um belíssimo espetáculo natalino no Adro da Igreja São Benedito com o objetivo de promover o resgate do sentimento de natal, além de fomentar a valorização da música como fonte de educação e agente de inclusão cultural. O concerto é promovido pelo Governo do Estado, através da Fundação Cultural do Piauí (FUNDAC) e Secretaria de Educação e Cultural (SEDUC), estando sob a coordenação e regência do maestro Emmanuel Coelho. 





 
Segundo o produtor do Coral, Vitor Maciel, o desafio de colocar mil crianças cantando músicas natalinas surgiu ainda em 1996 quando iniciou o Projeto “Canto Coral nas Escolas” da Rede Pública Estadual de Ensino, nesta época, composto com apenas 100 crianças. Conta Vitor que, na primeira apresentação feita no Palácio de Karnak, foi sugerida a ampliação do projeto de tal forma que fossem envolvidas vozes de mil crianças. No biênio 1997/1998, as expectativas foram além, pois cerca de 1.500 crianças participaram do espetáculo que dera, então, origem ao cd “Cantemos o Natal”, lançado pelo Governo do Estado.

 
Daí por diante, o maior espetáculo de natal do Piauí acontece com a participação de 1000 crianças, estudantes da 5ª e 6ª série do Ensino Fundamental, todas alunas da rede pública estadual. A seleção das vozes é feita entre os 30 corais que participam do projeto. Na avaliação do produtor do Coral das Mil Vozes, o resultado mais importante desse projeto é a inclusão cultural e a socialização. “Ao participarem do Coral os alunos se sentem valorizados e o rendimento escolar é um dos primeiros pontos a melhorar”, afirma Vitor.

 
O Coral das Mil Vozes tem se mostrado um celeiro de talentos. Entre os cantores mirins estarão brilhando esta noite: o tenor Jeferson Lucas, de 14 anos, aluno do Colégio Martins Napoleão do bairro Promorar e os solitas Maria da Cruz, 16 anos e Geovana Machado do Colégio Alberto Silva do bairro Morada Nova; Ingrid Veras, 7 anos, do colégio Pequena e Franciane da Silva, 13 anos, aluna do Freitas Neto, ambos localizados no bairro Mocambinho; Tiago Pires, 13 anos, aluno do colégio Pe. Joaquim Nonato Gomes, do bairro Bela Vista;  Amanda Letícia e Thais Rodrigues, anos, alunas do Alberto Silva, bairro Morada Nova; Marília e Vivian, 12 anos, estudantes do colégio Felismino Freitas, do bairro Poty Velho; e Mateus, Sara Raquel, Alex e Sabrina, todos alunos do Colégio Edgar Tito, localizado no bairro Itaperú. 

 
Para a realização desse grande evento, a FUNDAC conta com uma equipe de 40 pessoas envolvidas diretamente na organização. Além dos profissionais que trabalham o ano inteiro nas escolas. 

 

Sobre o Projeto Canto Coral

 
O “Canto Coral nas Escolas” é um projeto de inclusão cultural e de grande alcance social, criado, em 1996, com o propósito de democratizar o acesso dos alunos das escolas públicas à educação musical, no sentido de prepará-los para pensar, avaliar e julgar o que ouvem dentro de uma perspectiva de valorização de suas raízes culturais.   


 
Escolas que participam esse ano

 
Entre as escolas públicas estaduais do Piauí que fazem parte do projeto estão as escolas: Firmina Sobreira, Pequena Rui, Freitas Neto, Edgar Tito, James Azevedo, Wall Ferraz, Joel Ribeiro, Martins Napoleão, Mercedes Costa, Caic, Padre Joaquim Nonato, Alberto Silva, Professor Madeira, Áurea Freire, Teresinha Nunes, Júlia Nunes, Darcy Araújo, Duque de Caxias, Agnelo Pereira, Frei Heliodoro, Felismino Freitas, Gervásio Costa, Mundim Ferraz, Professor Cipriano, Robert Carvalho de Freitas e Helena Carvalho.


 
O Espetáculo

 
O espetáculo é um dos mais belos do Brasil, sendo o único a contar com mil vozes infantis que, acompanhadas por orquestra e grupo instrumental (guitarra, baixo elétrico, flauta transversal, teclado, etc.), apresentam ao vivo para o público piauiense clássicos do cancioneiro popular como as canções “Reis Pastorinhas” de Floriano e “Música de Chegada” recolhida do folclore de Jaicós, além de músicas natalinas nacionais e internacionais.


 
Repertório:
 
Reis Pastorinhas – Folclore de Floriano
Música de Chegada – Folclore de Jaicós
Noite Feliz - Franz Gruber
O Primeiro Natal- Folclore Inglês
Noite Jubilosa - Siciliano
Adoremos ao Senhor
Bate o Sino - Folclore Norte Americano
Gloria - Folclore Francês
Boas Festas -Assis Valente
Bom Natal - Edsom Borges
Então é Natal - Jonh Lenon/Yoko 0no
Guerra dos Meninos – Roberto Carlos e Erasmo Carlos
Marcas do que se Foi: The Feveers




Da Redação
[email protected]

Imprimir