Cidadeverde.com
Últimas

UESPI abrirá cursos de pós-graduação gratuitos com 970 vagas no Piauí

Imprimir

A Coordenação Geral do Programa Universidade Aberta do Brasil – UAB, da Universidade Estadual do Piauí – UESPI, abrirá 970 vagas nos cursos de pós-graduação em Gestão Pública Municipal, Gestão Pública e Gestão em Saúde. Do total de vagas, parte será destinada especificamente para os servidores públicos e a outra para a comunidade em geral.


Os cursos serão todos financiados pelo Ministério da Educação e Cultura – MEC, dentro do Programa Nacional de Formação em Administração Pública – PNAP, e contemplará os municípios de Campo Maior, Corrente, Oeiras, Piripiri, Corrente, Floriano, Bom Jesus e Elesbão Veloso. As vagas serão abertas para aqueles que já concluíram um curso de graduação e desejam se aperfeiçoar na área de gestão. A seleção será feita por meio de analise curricular.



A professora Bárbara Olímpia Ramos de Melo, coordenadora geral da UAB/UESPI, explica que o edital dos cursos encontra-se em elaboração e a previsão é que as aulas sejam iniciadas em maio deste ano. “Parte das aulas serão presenciais e a outra a distância. Pedimos que os interessados comecem a se preparar e acompanhar a nossa página na internet: www.ead.uespi.br.


O edital de seleção e o acolhimento das inscrições serão disponibilizados neste endereço eletrônico. É uma oportunidade única para a qualificação profissional, tendo em vista que se trata de cursos totalmente gratuitos, mas a qualidade das pós-graduações é a mesma já oferecida pela UESPI, além de contar com a chancela do Ministério da Educação, por meio da Coordenação Nacional de Aperfeiçoamento em Nível Superior – CAPES”, afirma a professora.


O Plano Nacional de Formação dos Professores da Educação Básica é resultado de um conjunto de ações do Ministério da Educação (MEC), por meio dos Fóruns Estaduais Permanentes de Apoio à Formação Docente, em colaboração com as Secretarias de Educação dos Estados e Municípios e das Instituições Públicas de Educação Superior (IPES), neles sediadas, com fins à melhoria da formação do corpo docente brasileiro.


Às instituições públicas cabe, em consonância com os Planos Estratégicos elaborados pelos Estados e Municípios, ofertar cursos visando atender às carências específicas regionais de formação em áreas estratégicas. “O Governo Federal pagará bolsas de R$900,00 e R$1.200,00 para aqueles professores que proferirem, respectivamente, uma e duas disciplinas. Será disponibilizado também, se houver necessidade, recurso em torno de 30% do montante destinado ao pagamento de bolsas para custeio das atividades”, completa a coordenadora geral da UAB/UESPI.



Da redação
[email protected]

Imprimir