Cidadeverde.com
Geral

Policial do 8ºDP é preso em flagrante acusado de extorsão no Dirceu

Imprimir

A Cico (Comissão Investigadora do Crime Organizado) prendeu em flagrante na noite desta segunda-feira (19) o policial civil, Paulo Barros, acusado de pratica de extorsão.


O policial é lotado no 8º DP, no bairro Dirceu, zona Sudeste de Teresina. Ele é policial há 25 anos na corporação.


Foto: Yala Sena/Cidadeverde.com



O delegado Bonfim Filho retornou hoje a chefia da Cico após passar dois  meses de licença médica e cuida do caso.

O crime

Bonfim contou ao Cidadeverde.com que um comerciante de nome Jean denunciou a Secretaria de Segurança Pública que estava sendo vítima de extorsão por dois policiais do 8º DP. O secretário Raimundo Leite acionou o setor de inteligência para cuidar do caso.

“Tínhamos a informação que o comerciante comprou uma carrada de cebola  e não tinha pago e recebeu uma intimação do 8º DP. Segundo ele, os policiais exigiram o pagamento de R$ 5 mil para que o caso desse por encerrado”, contou Bonfim.

O delegado disse que o comerciante relatou que chegou a pagar R$ 2 mil aos policiais com a promessa de quitar depois o restante. No entanto, ele fugiu. Em abril, o comerciante novamente foi preso e levado para a delegacia. Lá, segundo Bonfim, o comerciante foi reconhecido pelos policiais que cobraram o dinheiro.

“Ele prometeu pagar os policiais e demos a voz de prisão quando ele recebia o dinheiro.  Temos filmagem e cópia do dinheiro”, disse Bonfim.

Na hora da prisão, o policial foi pego em flagrante em um bar no Dirceu com R$ 169,00 dado pelo comerciante. O dinheiro, antes de ser entregue, foi fotocopiado para ser mais uma prova da extorsão.


Bonfim informou também que o comerciante tem passagem pela policia por porte de arma e apropriação indébita.


O delegado Danilo Melo é que vai investigar o crime no inquérito policial e será acionada a Corregedoria para as medidas administrativas.




Defesa

O advogado Eduardo Leopoldo, do Sindicato dos Policiais Civis, estava na Cico para pegar informações sobre a prisão do policial. Ele disse que só após conhecer as provas é que irá se pronunciar como será a defesa.



Flash Yala Sena (direto da Cico)
[email protected]

Imprimir