Cidadeverde.com
Política

Heráclito abre mão de verba indenizatória do Senado na campanha

Imprimir

O senador Heráclito Fortes (DEM/PI) está entre os dez que são candidatos nas próximas eleições e abriram mão do uso de verba indenizatória, segundo levantamento feito pelo jornal O Estado de São Paulo. Isso significa que ele abriu mão de recursos que poderia ter de volta em caso de despesas com sua função no Senado.

Os outros senadores que também suspenderam o uso da verba, que é limitada em R$ 180 mil por ano, foram Romeu Tuma (PTB-SP), Marina Silva (PV-AC), Alfredo Nascimento (PR-AM), Arthur Virgílio (PSDB-AM), Cristóvam Buarque (PDT-DF), Edison Lobão (PMDB-MA), Flexa Ribeiro (PSDB-PA), Marco Maciel (DEM-PE) e Raimundo Colombo (DEM-SC).

A reportagem mostra que, na contramão dos citados, outros 53 senadores usaram em julho verba indenizatória maior que a de julho, mesmo estando mais dedicados as suas campanhas do que ao trabalho no Senado. 

Da Redação
Imprimir