Cidadeverde.com

Período chuvoso favorece a procriação do mosquito Aedes aegypti

Com a chegada das chuvas, as condições ficam ainda mais apropriadas para a proliferação do mosquito Aedes aegypti que, através de uma picada, pode transmitir três tipos de doenças diferentes aos seres humanos: a dengue, a zika e a chikungunya. Isso porque é comum o acúmulo de água parada em várias partes da cidade, sobretudo as áreas abandonadas que acumulam lixo.

De acordo com a Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado do Piauí (SEMAR), os meses de fevereiro e março são os considerados mais críticos e com maior potencial de chuva no Estado. Para evitar o surgimento de criadores do mosquito, a gerente de epidemiologia da Fundação Municipal de Saúde, Amparo Salmito, orienta que a comunidade precisa fazer a sua parte na erradicação dos focos de mosquito trabalhando em parceria com os órgãos públicos: “cada um precisa fazer a sua parte”, defende.

gerente de epidemiologia da Fundação Municipal de Saúde, Amparo Salmito

“A atenção dos moradores precisa ser redobrada durante o período chuvoso que compreende, principalmente, os meses de fevereiro e março, quando o acúmulo de água é mais recorrente. Uma grande bacia ou uma simples tampa de garrafa poderá virar um verdadeiro criadouro do mosquito”, disse Amparo Salmito, acrescentando que, até o momento, não existe vacina antiviral para as doenças.

Em dezembro, a Prefeitura de Teresina iniciou operação “Faxina nos Bairros”. A ação integra o Plano Emergencial e Intersetorial de combate ao mosquito e as ocorrências relacionadas ao vetor. As equipes de limpeza e técnicos da FMS visitam os bairros que, além de fazer a limpeza nas ruas, orienta a população a entregar todo material inservível que possa acumular água e virar um possível criadouro.

A aposentada Carmen Sousa afirma que “todo cuidado é pouco”. Por isso, manter a casa limpa, evitando qualquer possibilidade de hospedagem para o mosquito, é fundamental para o bem-estar de toda a família. “É um cuidado que não se restringe a minha família, mas aos vizinhos e qualquer pessoa que visite a minha casa porque o mosquito, quando infectado, por transmitir a doença a qualquer um”, declara a dona de casa.  

Dicas de Prevenção
- Cuidado redobrado no armazenamento e destinação do lixo;
- Manter recipientes fechados e disponibilizando-os para recolhimento pela equipe de limpeza urbana da FMS;
- Não descartar lixo ou qualquer outro material que possa acumular água em quintais, ruas ou em lotes abandonados;
- Manter a caixa d’água limpa e sempre tampada;
- Manter as calhas livres de entupimentos para evitar represamento de água;
- Eliminar pratinhos de vasos de plantas ou manter limpos pelo menos três vezes ao dia;
- Manter limpo os bebedouros de animais domésticos, sendo que a água deve ser trocada diariamente;
- Manter piscinas com a água tratada, sempre em uso e, quando possível, colocar capa de proteção;
- Ao manifestar qualquer sintoma de dengue, zika ou chikungunya procurar imediatamente o centro de saúde mais próximo.
 

Carlienne Carpaso (especial para o cidadeverde.com)

redacao@cidadeverde.com