Cidadeverde.com

Marcelo Castro anuncia diagnóstico simultâneo da dengue, zika e chikungunya

O ministro da saúde, Marcelo Castro, anunciou neste sábado (16) que a dengue, zika e a chikungunya terão diagnósticos simultâneos. Os testes devem ser disponibizados ainda no primeiro semestre de 2016. Castro visitou durante a manhã, o campus da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

"Já estamos com 18 dos 27 laboratórios centrais equipados para receber esse teste e agora em fevereiro a Fiocruz vai produzir esses testes", destacou o ministro. A estimativa de custo para a realização do diagnóstico é de US$ 20 por teste.

De acordo com a Fiocruz, a novidade vai garantir maior agilidade para o diagnóstico realizado na rede de laboratórios do Ministérios da Saúde, além de reduzir os custos e permitir a substituição de insumos estrangeiros por um produto nacional. O novo teste demora cerca de três horas para ficar pronto e ter a liberação do resultado.

Na sexta-feira, a presidenta Dilma Rousseff sancionou recurso de R$ 1,27 bilhão para o desenvolvimento das ações de vigilância em saúde, incluindo o combate ao mosquito Aedes aegypti, em 2016. A este montante será adicionado R$ 600 milhões destinados à Assistência Financeira Complementar da União para os Agentes de Combate às Endemias. Para intensificar as ações e medidas de vigilância, prevenção e controle da dengue, febre chikungunya e Zika também foi aprovado R$ 500 milhões extras, sobretudo, por conta da situação de emergência em saúde pública de importância nacional que o país vive.

Com informações do G1