Cidadeverde.com

Professor suspeito de pedofilia usava aplicativo para pedir fotos íntimas de alunas

O professor de História João Carlos Araújo está sendo investigado pela Delegacia da Mulher de Parnaíba após denúncia de que ele estaria assediando suas alunas através de conversas em um aplicativo de conversas instantâneas pela internet.

De acordo com o relato das vítimas, o professor recomendava que elas baixassem o aplicativo, que apaga automaticamente todas as fotos e mensagens enviadas sete segundos após elas terem sido visualizadas.

A delegada Maria de Jesus Bastos está conduzindo as investigações do caso e ouvindo as possíveis vítimas. Pelo menos cinco alunas do professor podem ter sofrido o assédio.

Em depoimento, o professor teria negado o crime. Existe a informação de que o suspeito tenha procurado a mãe de uma das alunas e pedido para que retirassem a queixa.

Mãe pede justiça

Em entrevista para o Jornal do Piauí desta quinta-feira (22), uma mãe, que preferiu não se identificar, relatou como a filha contou aos pais sobre o assédio. "A minha filha, de 12 anos, contou, para mim e para o pai dela, que tinha sofrido assédio por parte do professor de História. Ela estava muito nervosa, chorando, muito triste e nos relatou tudo", disse.

A mãe demonstrou indignação pelo ocorrido. "Senti revolta, muita tristeza. Como é que a gente pensa que ela está em uma escola para aprender, para receber uma educação, e está sendo desvirtuada por uma pessoa? Espero que seja feita justiça, que seja descoberto, que a verdade venha a tona mesmo e que ele responda pelos atos dele", desabafou.

Veja o vídeo com o depoimento da mãe de uma das alunas:

O aplicativo

Em uma das supostas conversas do suspeito com uma aluna através do aplicativo, o professor cobra uma foto da vítima. "Até hoje espero a foto. Sinto que você não irá me mandar", diz uma das mensagens.

Na loja virtual utilizada para baixar a ferramenta, a descrição revela que o aplicativo de mensagens tem como principal característica a velocidade e a segurança.

Com informações de Darival Júnior (de Parnaíba para a TV Cidade Verde)
Lucas Marreiros (Especial para o Cidadeverde.com)
redacao@cidadeverde.com