Cidadeverde.com

Mãe e bebê de um dia morrem em acidente na BR-343 ao saírem da maternidade

  • 128-1024x768.jpg Mãe e bebê morrem em acidente ao saírem da maternidade
  • 5-1024x768.jpg Mãe e bebê morrem em acidente ao saírem da maternidade
  • 46-1024x768.jpg Mãe e bebê morrem em acidente ao saírem da maternidade
  • 6-1024x768.jpg Mãe e bebê morrem em acidente ao saírem da maternidade
  • _MG_1669.JPG Mãe e bebê morrem em acidente ao saírem da maternidade

Mãe e seu bebê de apenas um dia de vida morreram em um acidente na BR-343, por volta das 19h, desta quinta-feira (26), em Parnaíba. Maria Luzinete Santos, 29 anos, tinha acabado de sair da  maternidade e voltava para casa no município de Cocal. Ela estava no banco de trás do carro com a filha. No veículo da família estavam ainda mais três pessoas que sobreviveram. Dois tiveram múltiplas fraturas e ficaram presos às ferragens. 

O outro carro envolvido no acidente incendiou com o impacto da colisão. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista foi submetido a teste de alcoolemia que comprovou que ele tinha ingerido bebida alcóolica. O condutor tem 21 anos e não teve a identidade revelada. Ele conduzia um veículo modelo Ônix e permanece preso na Central de Flagrantes de Parnaíba. O teste do bafômetro constatou índice de 0.40 mg de álcool por litro de ar expelido. 

Os sobreviventes foram socorridos pelo Samu e Corpo de Bombeiros e conduzidos para o Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (Heda), também no litoral piauiense. O estado de saúde deles é considerado delicado. Os corpos de mãe e filha devem ser liberados para velório na cidade de Cocal, na manhã desta sexta-feira (27). 

"A PRF está preparada para atender a demanda do feriadão, mas infelizmente esse acidente veio a manchar nossa operação. A gente enfatiza que os óbitos estão relacionados a ingestão de bebida alcoólica e direção", disse o inspetor Claudiomar Ferreira.

Em entrevista ao Notícia da Manhã, o inspetor da PRF disse ainda que, somente ontem (26), 99 condutores foram multados por excesso de velocidade. Em um dos casos, o motorista trafegava a 177 km. 

"Uma das nossas vertentes de fiscalização e policiamento para diminuir as estatísticas de acidentes de trânsito é a fiscalização com radar. Ontem, somente na área de fiscalização da nossa delegacia foram flagrados 99 veículos por excesso de velocidade. Isso é um abuso no uso do veículo, flata de senso com seus familiares e amigos e também com outros motoristas. Se um veículo que está em alta velocidade se envolver em uma colisão, as chances de sobrevivência dos ocupantes são mínimas", alerta o inspetor. 


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com