Cidadeverde.com

"Bebê consegue sorrir e brincar", diz prefeita após visitar criança abusada


A prefeita de Pedro II, Neuma Café (PT), informou nesta quarta-feira (10) que o bebê que sofreu abuso sexual está com saúde estável e consegue “sorrir e brincar”. Neuma visitou a criança que está internada na maternidade Evangelina Rosa e pediu reunião de urgência no Palácio de Karnak.

Após reunião, o governo prometeu reforçar segurança na cidade por conta da invasão à delegacia quando da apreensão de um menor suspeito de estuprar a criança. 

Participaram da reunião os secretários Fábio Abreu (Segurança) e Merlong Solano (Governo). 

Neuma Café relatou que a criança está se recuperando bem e que apesar do que aconteceu, ela consegue sorrir e brincar. 

“Eu senti uma força interior muito grande vindo daquela criança que apesar de ter sofrido o que sofreu, está conseguindo sorrir ao brincar com uma boneca. Nós não sabemos os danos psicológicos que ela pode ter depois do ocorrido. Mas, o que eu senti é que ela vai suportar e se recuperar muito bem de tudo e lógico que nós vamos dar todo o apoio com assistência social e psicológico também à família para que os danos sejam os menores possíveis”, declarou a prefeita.

Reunião no Karnak

Nesta quarta(10), a prefeita participou de uma reunião no Palácio de Karnak, com o secretário de Governo, Merlong Solano, o secretário de Segurança, Fábio Abreu e o comandante da PM, coronel Carlos Augusto, que definiram estratégias de policiamento para garantir maior segurança em Pedro II.

Ficou definido que até o próximo mês serão enviados oito policiais militares para o município, sendo que um já foi deslocado. E também serão disponibilizados armamentos. 

O secretário de Governo, Merlong Solano, garantiu que o governo já está agilizando a reparação da delegacia da cidade, que foi praticamente destruída na noite de ontem, por populares revoltados com o caso.  Ele disse que vai destinar recursos para os reparos o mais breve possível. 

A vice-governadora, Margarete Coelho, reafirmou que toda a segurança do Estado vai se voltar para que esse crime, assim como o outros não fiquem impune. “Hoje nós não podemos evitar o estupro, mas podemos reforçar a segurança e também punir todos os culpados. Atualmente no Estado, não há nenhum estupro noticiado que não tenha sido solucionado, que os culpados não tenham sido encontrados e entregues à Justiça. Nesse caso de Pedro II, não será diferente”, ressaltou Margarete. 


Flash de Lyza Freitas
Redação Caroline Oliveira
redacao@cidadeverde.com