Cidadeverde.com

Tribunal de Contas divulga o aplicativo Piauí na Ponta do Lápis em Picos

Foto: TCE-PI

“Os pais de vocês pagam quanto de mensalidade nessa escola? De quem é essa escola?” Com perguntas assim, feitas as estudantes de escolas públicas municipais e estaduais de Picos, as equipes do TCE/PI provocavam uma reflexão e iniciavam as conversas com os alunos de diferentes séries do ensino fundamental e médio, para divulgar o aplicativo Piauí na Ponta do Lápis, uma ferramenta em que alunos, professores, funcionários e o cidadão em geral poderão responder questionários sobre a qualidade do serviço prestado pelas escolas públicas, incluindo o envio de fotos.

A equipe, coordenada pelo conselheiro substituto Jaylson Campelo, buscou interagir com os estudantes para despertar neles o interesse em utilizar o aplicativo como uma ferramenta participativa. “O governo paga (professores, funcionários, estrutura) para nossos pais não pagarem a mensalidade”, respondeu rapidamente a estudante do 6º ano da Escola Municipal Tia Celeste, Letícia Santos Lustosa, 11 anos.

O estudante Pedro Lucas, 12 anos, se apressou em completar a informação, respondendo de onde vem o dinheiro que o Governo ou a prefeitura utilizam para aplicar nas escolas. “Acho que são dos impostos”.

Aproveitando as respostas das crianças, o conselheiro Jaylson Campelo, explicou que é por isso a escola pública é de todos, paga com os tributos e impostos arrecadados pelos governos. “Se a escolas é de todos nós, é fundamental cuidar bem dela e buscar colaborar informando os problemas, por exemplo, através do aplicativo Piauí na Ponta do Lápis”, complementou.

Foram visitadas quatro escolas nesta quinta (31): Escola Municipal Tia Celeste, Escola Municipal Padre Madeira, Unidade Escolar Ozildo Albano e Unidade Escola Landri Sales. Juntas, elas somam mais mil alunos.

O chefe da Divisão de Fiscalização da Educação do TCE/PI, Gilson Araújo, explicou aos alunos, e também aos diretores e professores, que o aplicativo tem o objetivo de colaborar com todos que fazem a educação, provocando a participação e a busca de soluções para os problemas existentes. “Baixem no celular de vocês, nos dos pais de vocês, nos dos professores, e utilizem. Essas informações vão chegar anonimamente aos diretores e aos secretários de educação”, destacou.

Nas conversas com diretores e professores, a equipe buscou entender o dia a dia de cada escola, até para compreender o desempenho de cada uma no Ideb. E ficaram surpresos com a constatação de que questões envolvendo participação das famílias na vida escolar das crianças e até a mesmo as características dos bairros, como presença forte de drogas e violência, influenciam nesse resultado, muitas vezes até mais do que as problemas estruturais.

“Trabalhar com educação é desafiador e o TCE/PI está querendo somar forças com todos para que possamos evoluir, cada vez mais”, pontuou o conselheiro Jaylson Campelo.

O aplicativo Piauí na Ponta do Lápis é gratuito e está disponível nas  lojas Playstore e APP Store. 

ENCONTRO TÉCNICO TCE EDUCAÇÃO

Nesta sexta-feira (01), o Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE/PI) realiza, na Câmara Municipal de Picos, o Encontro Técnico TCE Educação. O evento, que é organizado pela Escola de Gestão de Controle Conselheiro Alcides Nunes (ECG). Durante as visitas nas escolas, as equipes do TCE/PI reforçaram a importância da participação de todos. O evento também foi divulgado durante em entrevistas à emissoras de rádios e televisão locais.

As atividades fazem parte do Programa Piauí na Ponta do Lápis, implantado pelo TCE/PI este ano.

“Com esse evento nós queremos estimular o controle social, estimulando os atores que fazem a educação a participarem desde a fiscalização, até o acompanhamento dos gastos. Ao mesmo tempo vamos capacitar gestores, diretores, professores, secretários da rede pública para questões recorrentes sobre a fiscalização do Tribunal”, explica a diretora executiva da Escola, Valéria Leal.

Da Redação
[email protected]