Cidadeverde.com

Picos: CIEM volta a ofertar serviços de especialidades médicas

O Centro Integrado em Especialidades Médicas (CIEM) está realizando gradativamente a retomada das consultas e exames especializados. Por um bom tempo devido a pandemia da Covid-19, o espaço passou a atender apenas a pacientes portadores de síndromes gripais. Agora com a nova gestão o Centro tem retornado, neste mês de fevereiro, gradativamente a oferta de consultas e exames diversos.

Segundo a coordenadora administrativa do CIEM, Michelle Marinho, a população reivindicou muito o retorno das atividades em especialidades médicas realizadas pelo CIEM. Michele explica que durante o mês de janeiro foi realizado uma preparação para que os serviços voltassem a serem ofertados a população, a partir do dia 01 de fevereiro.

“O CIEM tem uma estrutura muito boa que estava sendo desutilizada por conta do Covid. Contudo, não deixamos o coronavírus de lado, continuamos trabalhando e recebendo pacientes com Covid, até que chegue o dia que não precisaremos mais ou que diminua os casos, e que não aja a necessidade de um espaço voltado para isso. Enquanto houver a necessidade do espaço, continuaremos trabalhando com Covid no CIEM”, explicou a coordenadora.

De acordo com Michelle Marinho foi realizada algumas adaptações para retornar com demais serviços no CIEM. Segundo a coordenadora o espaço foi adaptado para que não ocorra contato entre os pacientes de síndromes gripais e os que vão em busca de outros atendimentos médicos.

“Estamos tendo um retorno gradual, desde o dia 01 de fevereiro começamos a trabalhar as especialidades aqui no CIEM. Inicialmente cardiologia, ortopedia e cirurgia geral. Também passamos a ofertar exames como eletrocardiograma e endoscopia digestiva alta. Isso foi um grande marco, porque pelo SUS dentro de um estabelecimento público de Picos pela Secretaria de Saúde, creio que seja o primeiro”, falou Michelle Marinho.

Acesso as especialidades

A coordenadora ainda explica e orienta que para as pessoas terem acesso a essas especialidades médicas, o paciente precisa ser encaminhado pelo médico da Saúde da Família, ou seja, aqueles que atendem nos Postos de Saúde mais próximo ao paciente.

“O médico faz o encaminhamento na guia do SUS e ele vai até a Central de Marcação na Secretaria de Saúde e solicita a marcação para o CIEM, para o especialista ou realizar o exame. Iniciamos essa semana e já tivemos uma procura muito boa de início, inclusive na endoscopia atingimos todas as quantidades limitadas para este exame. Tivemos informações da Central de Marcações que as endoscopias do mês de fevereiro foram todas agendadas. Tinha uma demanda reprimida deste tipo de exame na cidade e quando passamos a ofertar houve uma procura muito rápida”, finalizou a coordenadora.

Da Redação
[email protected]