Cidadeverde.com

Com redução dos casos de Covid, Hospital de Picos fecha metade dos leitos de UTI

Foto: Ascom HRJL 

O Hospital Regional Justino Luz, em Picos, distante 306 quilômetros de Teresina, informou na manhã desta terça-feira (21), que a unidade de saúde apresentou na primeira quinzena de setembro uma redução do número de pacientes internados no setor Covid. De acordo com o local, a quantidade de internações foi a menor desde o início da pandemia do novo coronavírus.

Segundo o Hospital, desde o início de setembro de 2021, a média de pacientes internados na Enfermaria do setor Covid são de sete pacientes e na UTI, quatro. Nos últimos sete dias também não foram registrados óbitos em decorrência da doença. Uma redução bastante significativa, se comparado ao mês de março, quando os leitos alcançaram sua capacidade máxima.

A partir do dia 1º de outubro, o Hospital faz uma adequação no número de leitos disponíveis para tratamento da doença: dos 25 leitos de enfermaria, 15 ficarão ativos. Já o número de UTI Covid vai reduzir de 20 para 10 e permanece os dois leitos de estabilização.

A diretora geral do Justino Luz, Samara Sá, explica que a medida foi adotada com base nos índices de internação na unidade. 

“Diante do avanço da vacinação, avaliamos durante todo o mês de setembro como ficaria a média de ocupação dos leitos. Fizemos uma série histórica dos últimos dois meses, apresentamos à FEPISERH, que determinou que poderíamos fechar 10 leitos de UTI e mais 10 de enfermaria, sem prejuízos à macrorregião, pois ainda seremos a referência Covid-19 para todo o território”, destaca a diretora.

Samara Sá destaca ainda que o local está preparado para reabrir os leitos caso seja necessário. “Estamos felizes com a redução dos índices da pandemia”, acrescenta Samara.

O presidente da Fepiserh, órgão que administra o Justino Luz, Ítalo Rodrigues, destaca a atuação do hospital no tratamento da Covid-19.

“Toda a população da macrorregião de Picos esteve e continua bem assistida em relação ao tratamento da doença. Apesar de ser uma doença que pegou todos de surpresa, o Justino Luz foi estruturado para atender, com qualidade, uma alta demanda. Muitas vidas foram salvas.  O fechamento dos leitos é um indicativo positivo do avanço da vacinação”, afirma o presidente.

Da Redação
[email protected]